quarta-feira, 31 de dezembro de 2014



Conto de Gustavo do Carmo



— Dez... Nove... Oito...

— Sete... Seis... Cinco...

— Quatro... Três... Dois... Um...

— FELIZ ANO NOVOOOO!!!!!

Gilmar, Lopes e alguns amigos celebram juntos a entrada do ano novo. Estouram uma garrafa de champanhe que bebem no gargalo. Cantam em coro a tradicional música “Adeus Ano velho! Feliz Ano Novo! Que tudo se realize no ano que vai nascer...”. Assistem à queima de fogos feita na praia. Os fogos de artifício fazem os mais diferentes desenhos. E também os tradicionais coqueiros e corações.

0

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Foto: Moisés Narezzi, o Papai Noel do Shopping Villa Lobos, em São Paulo / Crédito: Márcio Narezzi


Conto de Gustavo do Carmo


Segunda semana de dezembro. Shopping centers lotados de gente comprando os primeiros presentes de Natal. Casais de namorados e pais de família estressados. Crianças de barriga cheia faziam manha por um lanche ou um brinquedo muito caro. Alguns estavam ali apenas para ir ao cinema, ao salão de beleza como de costume ou fazer compras alheias ao Natal.

Na praça central de um shopping em Botafogo, pais eram arrastados pelos filhos menores que queriam ver o Papai Noel pessoalmente, sentar no seu colo, tirar fotografia e conversar com ele para pedir presentes. Por outro lado, também havia muitos irmãos mais velhos contrariados ou mesmo algumas das próprias crianças, que tiveram o papel invertido: arrastadas pelos pais saudosos da infância que não volta mais.

0

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Por dudu oliva




0

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

João Paulo Mesquita Simões



Construído pela Companhia União Fabril (CUF) para a Parceria Geral de Pescarias em apenas 62 dias de trabalho, o Creoula foi lançado à água no dia 10 de maio de 1937. Seguiu ainda nesse ano para a primeira campanha de pesca do bacalhau nos bancos da Terra Nova da Gronelândia, realizando inúmeras campanhas até 1973. Economicamente inviável para a pesca, foi adquirido pelo Estado em 1979 e, após alguma indefinição quanto ao seu futuro, a 20 de março de 1987 recebeu a designação de Unidade Auxiliar de Marinha (UAM). Classificado como Navio de Treino de Mar (NTM) e colocado na tutela do Ministério da Defesa Nacional, passou, doravante, a realizar viagens com jovens portugueses, promovidas por instituições públicas e privadas.
Com uma tiragem limitada a 4400 exemplares numerados, este livro bilingue (português e inglês) é da autoria de António Manuel Gonçalves e contém o selo e o bloco NTM Creoula da emissão filatélica Navios Sagres e Creoula, de 2012, com o valor facial €2,55.
Autor: António Manuel Gonçalves
Edição : Clube do Colecionador dos Correios
Formato: 24,5 x 24,5 cm
Tiragem: 4400 exemplares com o selo e o bloco NTM Creoula da emissão filatélica Navios Sagres e Creoula, lançada em 2012
In: http://www.ctt.pt/femce/sku.jspx?shopCode=LOJV&itemCode=20143519599# 
0

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014



Conto de Gustavo do Carmo

Não se viam há anos. Uns dez, mais ou menos. Eram colegas na faculdade de jornalismo. Se formaram juntos. Vitorio se tornou bem mais sucedido. Afastou-se de Randolfo por causa do pessimismo do colega, mas se desculpava com o argumento de que o trabalho em um famoso jornal esportivo estava sugando o seu tempo. Na verdade, Vitorio seguia recomendações de uma ex-namorada e quatro outros ex-colegas da turma para se afastar de pessoas negativas como Randolfo.
0

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Por dudu oliva




0

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

João Paulo Mesquita Simões





0

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014



Microcontos de Gustavo do Carmo 



Fim do Túnel
Viu uma luz, mas não era a do fim do túnel. 


Fim do Túnel II
Saiu do túnel, mas não viu a luz no seu fim. As lâmpadas estavam queimadas. 
0

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Por dudu oliva



0

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

João Paulo Mesquita Simões
Em 1520, Luiz Homem, por carta régia de 6 de novembro, recebeu do rei D. Manuel I o encargo da exploração do serviço postal em Portugal, tendo sido nomeado para o ofício de primeiro Correio-Mor do Reino.

0

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014


Conto de Gustavo do Carmo

Entrou na igreja. Acomodou-se no confessionário e começou a lamúria.

—Padre, eu fiz faculdade de comunicação com um rapaz e o esnobava um pouco. Ele não era muito interessado em mim, mas em outra colega nossa. Porém, acredito que se eu desse confiança, ele se apaixonava por mim.
0

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Por dudu oliva



0

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

João Paulo Mesquita Simões


Lembro-me, de quando era mais jovem, trocar selos através de um clube filatélico japonês, em que nos era
enviado um caderninho com os nomes, moradas e tipos de coleções que cada um fazia.

Selecionávamos aquele ou aqueles países que nos interessavam, e escrevíamos aos filatelistas perguntando se estavam na disposição de trocar selos.

Ainda consegui juntar muitos selos estrangeiros, nomeadamente da antiga Checoslováquia, que hoje possivelmente e graças ao desmembramento do país em duas repúblicas distintas, terão algum valor filatélico.

Hoje, e com o aanço das Novas Tecnologias, as redes sociais desempenham um papel importante na Filatelia. 

São muitos os filatelisas que se encontram no Facebook. Além dos filatelistas, encontram-se também clubes e casas filatélicas. Tenho vários ligados ao meu perfil e, há uns dias, recebi um pedido de amizade de um senhor, também ele filatelista, que pretendia que o adicionasse. Adicionei, e temos conversado bastante. 

Sei que gosta de colecionar combóios e faróis. Por outro lado, eu também, dentro das minhas temáticas, coleciono faróis.

Vem pois a caminho da Malásia para Portugal, este envelope contendo coleções completas de, penso eu, faróis e animais da Malásia.

Estes intercâmbios são motivantes, pois ajudam a filatelia a não morrer. Quer cá, quer lá, a Filatelia é um hobbie. O que já não acontece no Brasil que é ciência. 

Ainda hei de investigar o porquê de a Filatelia ser hobbie e Ciência nuns e noutros países. Depois, mostrarei aqui as minhas conclusões.
0

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Crônica de Gustavo do Carmo

A primeira Playboy que eu comprei pessoalmente na minha vida foi a do primeiro ensaio da Núbia Oliveira (que hoje assina Núbia Óliiver), em 1993.
Foi em uma pequena banca de Arraial do Cabo, cidadezinha da Região dos Lagos fluminense. Senti um misto de vergonha (por me sentir um tarado precoce) e orgulho (por já estar crescendo e poder comprar sozinho uma revista de adulto).
0

sábado, 22 de novembro de 2014

Por dudu oliva



0

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

João Paulo Mesquita Simões


"Peregrinação", uma obra-prima da literatura universal, um relato que imortalizou "um herói feito de carne humana", é celebrada na emissão filatélica "400 Anos da 1.ª Edição da Peregrinação". http://bit.ly/Selos2014_400AnosPeregrinação

 Fonte: CTT - Correios de Portugal
0

segunda-feira, 17 de novembro de 2014


Conto de Gustavo do Carmo

Os ratos serpenteavam no meio-fio. Baratas passeavam pelos bueiros. Os pardais piscavam ávidos para multar motoristas que avançassem o sinal. Os meninos de rua cheiravam cola sem cerimônia. Um deles desfilava com a sua pistola prateada como um vampiro sedento pelo sangue de suas vítimas, especialmente motoristas de carros de luxo.
0

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Por dudu oliva



0

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

0

segunda-feira, 10 de novembro de 2014



Microcontos de Gustavo do Carmo



Boca do balão
Arrebentou a boca do balão. Ninguém saiu ferido na queda. 


Mundo
O mundo desabou sobre sua cabeça. Teve apenas uma fissura em uma vértebra da coluna com a queda do letreiro em forma de globo terrestre. 

0

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Por dudu oliva



0

segunda-feira, 3 de novembro de 2014



Conto de Gustavo Carmo


Paladiane Álgebra é filha única de um químico com uma professora de matemática. Cresceu entre átomos, tabelas periódicas, progressões aritméticas e geométricas, equações, geometrias e fórmulas por todos os lados. O próprio primeiro nome é uma derivação de Paládio, nome de um metal branco presente na tabela periódica, que forma o grupo da Platina, e que foi batizado em homenagem à Pallas, deusa da sabedoria na mitologia grega. Por isso foi escolhido pelo pai, Apolo. O segundo foi imposição da mãe, Norma.   

Marido e mulher discutiam sobre a profissão da menina quando adulta. O pai desejava que ela fosse química como ele, enquanto a mãe insistia que ela deveria ser uma matemática famosa. Brigaram por causa desta bobagem durante quinze anos.

0

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Por dudu oliva





****



0

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

João Paulo Mesquita Simões


Elvas é uma cidade com grandes características históricas e patrimoniais, tendo sido classificada pela UNESCO no dia 30 de Junho de 2012 como Património Mundial devido às suas fortificações do séc. XVII e XVIII. Foram classificadas as Muralhas Seiscentistas de Elvas, o Aqueduto da Amoreira, Fortes da Graça e de Santa Luzia, Fortins de São Mamede, São Domingo e São Pedro, Cercas Medievais, edifícios militares e o Centro Histórico da antiga praça-forte de Elvas.

0

segunda-feira, 27 de outubro de 2014


Crônica de Gustavo do Carmo


Há uns doze anos, quando reclamava com uma colega de faculdade de publicidade que ninguém me procurava, ela me deu um fora me perguntando: 

— Você procura? 

Na época, fiquei completamente sem graça e apenas murmurei que sim. Ela duvidou, claro. E ainda retrucou com um “Não procura nada”. 
1

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

João Paulo Mesquita Simões


Descobri este blogue interessante, não sobre selos, mas sobre carimbos.
A Marcofilia é também um mode de colecionismo. São os carimbos que oblitram as cartas que enviamos.
Por isso, dêem um olhadela ao site.
0

segunda-feira, 20 de outubro de 2014



Conto de Gustavo do Carmo


(I)

Tudo o que Juju queria era uma grande festa de aniversário para comemorar os seus sete anos. Desejava um salão de festas com muitos brinquedos e show de mágica. A mãe, sem muito dinheiro, encomendou o bolo a uma confeiteira amiga e arrumou a mesa com a toalha mais nova da casa. Ainda comprou alguns brindes, bola surpresa e lembranças de papel de seda na papelaria do bairro. O pai comprou os refrigerantes e encomendou algumas centenas de salgadinhos na padaria da esquina. Juju convidou as amiguinhas. Foi o dia mais feliz da sua infância.
  
0

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Por dudu oliva




0

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Microcontos de Gustavo do Carmo





Subiu à cabeça (I)
O Sucesso lhe subiu à cabeça. Precisava de um ponto mais alto para ver o show de rock. 


Subiu à cabeça (II)
O sucesso lhe subiu à cabeça. Perdeu o equilíbrio e levou um tombaço. 
0

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Por dudu oliva








0

segunda-feira, 6 de outubro de 2014



Conto de Gustavo do Carmo

Passados quatro meses, Patrícia já estava aparentemente recuperada do choque com o suicídio trágico do irmão mais novo – que se jogou do sexto andar do apartamento onde morava, depois que viu um ex-amigo fazer sucesso com um filme baseado em um conto seu, sem autorização – quando resolveu procurar uma editora para publicar, de forma póstuma, os textos do escritor fracassado.
0

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Por dudu oliva



0

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

João Paulo Mesquita Simões


O Instituto Geofísico da Universidade de Coimbra
Aí se recolhem e tratam dados de meteorologia (1864), magnetismo (1866 – desde inícios do séc. XX que é o único observatório português), sismologia (1891 – primeira estação sísmica portuguesa) e  ciência planetária (2002 – primeiro laboratório português reconhecido pela Agência Espacial Europeia para o estudo de Marte).

Os CTT homenageiam esta importante entidade científica  na próxima 6ª feira, dia 3 de outubro, com uma emissão de selos e 1 bloco.

Os selos, com valor facial de €0,42 (correio nacional normal); €0,62 (correio normal para Espanha); €0,72 (correio normal para a Europa) e €0,80 (correio normal internacional – resto do mundo), constituem o habitual número de selos nas emissões dos CTT dos últimos anos. Já o bloco apresenta um valor facial de €2,80 correspondendo a um registo nacional pessoal até 20g.

O selo de €0,42 apresenta uma foto da falha geológica de Santo André, na Califórnia (EUA), uma das mais famosas e devastadoras falhas terrestres. Já o selo de €0,62 apresenta uma Aurora boreal na Islândia, fenómeno ótico e magnético do Pólo Norte de grande impacto visual; o selo de €0,72 mostra o famoso Furacão Elena visto do espaço, numa foto tirada no Space Shuttle Discovery. Por fim, o selo de €0,80 exibe alguns planetas do sistema solar. Já o bloco mostra um postal do século XIX do Observatório Meteorológico da Universidade de Coimbra, de edição da Sociedade de Propaganda de Portugal. O design desta emissão é da responsabilidade de Helder Soares do Atelier Design&etc.

Haverá um carimbo de 1º dia disponível na estação de Santa Cruz.
(IGUC) foi criado em 1864 e, desde então, tem sido sempre o mais completo centro português de monitorização ambiental.

In: http://sfaac-filatelia.blogspot.pt/2014/10/emissao-dos-150-anos-do-instituto.html 

0

sexta-feira, 26 de setembro de 2014



0

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

João Paulo Mesquita Simões


 














No passado dia 24 de setembro, pelas 17 horas, na Sala do Senado da Reitoria da Universidade de
Coimbra, teve lugar a cerimónia de lançamento da Emissão Filatélica “Património Unesco: Universidade de Coimbra, Alta e Sofia”.
A partir desta data, os CTT promovem uma emissão filatélica sobre a Universidade de Coimbra, Património Mundial da UNESCO, ajudando assim a preservar e divulgar, por todo o mundo, a sua memória histórica.
Esta emissão será composta por 4 selos e um bloco filatélico que incluirá ele próprio um selo. Os quatro selos terão um valor facial de 0,42€, 0,50€, 0,70€ e 0,80€ e uma tiragem de 155 000, 120 000, 175 000 e 115 000 exemplares, respetivamente. Representados nos selos estarão alguns dos mais emblemáticos edifícios da Universidade, como é o caso do Colégio de Nª Srª da Graça, a Biblioteca Joanina, o Laboratório Químico e a Faculdade de Letras. Todos os selos terão um formato de 30,6 mm x 40 mm.
O Bloco filatélico terá uma tiragem de 40 000 exemplares, um valor facial de 1,70€ e trará na sua frente uma imagem do Pátio das Escolas. O seu formato será de 125 x 95 mm. Para esta emissão o desgin de todas as peças filatélicas esteva cargo de Hélder Soares do Atelier Design&etc. Para quem adquirir a pagela da emissão há ainda a possibilidade de, através da App CTT Filatelia (de acesso gratuito), se poder aceder a conteúdos de realidade aumentada.
0

segunda-feira, 22 de setembro de 2014



Conto de Gustavo do Carmo

— Boa tarde,  eu queria falar com a Conchita? Perguntou o rapaz.
— Me desculpe, mas ela faleceu. Respondeu uma voz bem tremida de homem, aparentemente um idoso.
— Quando foi? Perguntou assustado.
— Ano passado.
— Pôxa, mas que pena! Meus pêsames!
— Obrigado.
— Ela morreu de quê, me permita perguntar?
— Ela já tinha câncer, mas a saúde dela piorou depois do lançamento do livro dela, quando o amigo que ela esperava tanto não apareceu.
0

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Por  dudu oliva



0

segunda-feira, 15 de setembro de 2014



Por Gustavo do Carmo


As moscas já tomaram conta do barraco. O estrume virou adubo, mas já se esfarelou. O pai morreu há muito tempo e o deixou cheio de dívidas. A mãe foi morar com o irmão em Paris. E Viriato tenta o suicídio pela quinta vez. Já não acredita mais no pônei que esperou por vinte anos, desde que ganhou uma caixa de estrume do seu pai.

Seu irmão, que ganhou uma bicicleta no mesmo dia, nunca se machucou como acreditava. Tornou-se ciclista profissional, ficou rico e famoso, mudou-se para Paris e nunca mais procurou o irmão.
0

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

João Paulo Mesquita Simões

Aos 10 de Setembro de 1756, por Alvará Régio de El-Rei D. José I, sob os auspícios do seu Primeiro-Ministro, Sebastião José de Carvalho e Mello, foi instituída a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto-Douro, também denominada Real Companhia Velha.

Publicado no Facebook pela AAC - Associação Académica de Coimbra - Secção Filatélica, em 10 de setembro de 2014
1

segunda-feira, 8 de setembro de 2014


Microcontos de Gustavo do Carmo


Despido
Despiu dos seus preconceitos. Foi detido por atentado ao pudor.

0

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

POR DUDU OLIVA




0

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

João Paulo Mesquita Simões


Este é o terceiro e último grupo de selos emitidos pelos CTT - Correios de Portugal, para mostrar as catedrais portuguesas. Ao longo de três anos foram emitidos vinte e seis selos desta série, que vão ser incluídos numa futura obra, livro temático dos CTT. É uma série muito bonita que incentiva à descoberta destes grandes espaços de fé, cultura e arte.

0

segunda-feira, 1 de setembro de 2014


Conto de Gustavo do Carmo

Tinha raiva de mulheres grávidas. Se sentia incomodado com as barrigas nuas e inchadas mostradas orgulhosamente. Algumas até com horríveis veias aparentes. E todas com aquele calombo horroroso no lugar do umbigo.
0

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Por dudu oliva




0

quinta-feira, 28 de agosto de 2014







0

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Foto: do blog http://concisoecoeso.blogspot.com.br , de Marcia Moreira


Crônica de Gustavo do Carmo

Um dos primeiros trabalhos de avaliação que eu tive de fazer na faculdade de jornalismo foi procurar erros de português nos textos dos jornais cariocas. O professor de Língua Portuguesa da FACHA, André Valente, fez um sorteio para determinar qual jornal cada grupo se encarregaria de analisar.
0

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Por dudu oliva



0

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Contos de Gustavo do Carmo




(I)

Ao contrário dos pais das suas amigas, o pai de Glorinha sempre tinha tempo para ela. Brincava nos sábados e domingos, mas cobrava os deveres de casa e estudos durante a semana. Asdrúbal levava e buscava a filha no colégio todos os dias. Glorinha tinha orgulho, mas ao mesmo tempo, uma preocupação: “Por que papai é tão diferente das minhas coleguinhas?” Aos treze anos descobriu que o seu pai nunca trabalhou na vida. Mesmo casado, com filhos e com quarenta anos na cara ainda era sustentado pelo pai rico, avô de Glorinha, que pagava todos os estudos da neta. Ficou envergonhada. 
  
0

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Por dudu oliva



0

segunda-feira, 11 de agosto de 2014



Microcontos de Gustavo do Carmo


Papai
- Ai, ai, ai, ai, ai, ai! Assim você mata o papai. Disse, após levar um tiro do filho de seis anos. (inspirado em pagode de Sorriso Maroto)


Herança
Com vocação para bruxa, decidiu assumir a fábrica de vassouras e outros produtos de limpeza que o seu pai lhe deixou.

0

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Por dudu oliva



0

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

João Paulo Mesquita Simões


O nosso "Teclas" livro que editei no passado ano, percorre a virtualidade, depois de ainda se encontrar à venda em várias livrarias do país.

Vanessa Santos, uma promissora futura escritora com livro quase lançado, desenvolveu uma página na Internet para falar de livros.

Coube iniciar o site com o meu livro que, desde já, quero agradecer publicamente à Vanessa a honra que me deu em divulgar mais "Teclas, o filatelista".

Esta jovem que muito promete no campo literário, aborda com mestria o meu livro.

Aconselho vivamente a consulta em

0

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Conto de Gustavo do Carmo



Sonhava ver seus contos e romances ganhando vida com atores de verdade. Idealizava o ator ideal para cada personagem. Aquela atriz bonita poderia inovar fazendo um papel de feia. Aquele ator que só faz papel de mocinho poderia interpretar um vilão perigoso pela primeira vez. A ex-atriz mirim poderia fazer a sua primeira cena de nudez.
0

quinta-feira, 31 de julho de 2014

João Paulo Mesquita Simões



Foi no reinado de D. Manuel I (1495-1524), que se deu a descoberta do caminho marítimo para a Índia, a descoberta oficial do Brasil e a expansão territorial em África e no Oriente. Estes factos suscitam no monarca a ambição de ser reconhecido como o maior rei da Cristandade. Os selos com as taxas de 0,42€ e 2€ são da autoria de Carlos Possolo. O primeiro dos selos apresenta a embaixada de D. Manuel I chefiada por Tristão da Cunha junto do Papa Leão X enquanto que o selo de dois euros reproduz a cortejo onde se destaca o elefante branco de Malabar, conhecido por Hanno, que ficou em Roma ao cuidado do Papa. A emissão completa-se com o carimbo de primeiro dia de emissão, que reproduz a Cruz dos Descobrimentos, o sobrescrito e pagela divulgadora.

0

segunda-feira, 28 de julho de 2014



Por Gustavo do Carmo 
Conto originalmente escrito em 2009

Geraldinho brincava com o boneco do seu super-herói favorito. Fazia onomatopéias com as suas aventuras imaginárias. De repente o TeraMan voava na velocidade da luz pelo universo de fantasia que na realidade eram os quartos seu, do irmão Afonsinho, da sua irmã Teresinha e dos pais. O corredor que liga os cômodos ao banheiro também foi visitado pelo herói, além da cozinha, o quarto da empregada e finalmente a sala, onde terminou a viagem da personagem.
0

sexta-feira, 25 de julho de 2014


Por dudu oliva



0

segunda-feira, 21 de julho de 2014



Conto de Gustavo do Carmo


Aqui na empresa ninguém fala comigo. O Almeida foi bastante cordial nos primeiros dias e me apresentou ao pessoal. Na semana seguinte passou a me tratar com a mesma frieza polar dos meus colegas, dos quais não decorei o nome. Não faço o menor esforço para guardar o nome de quem não gosta de mim.

0

sábado, 19 de julho de 2014

Por dudu oliva



0

quinta-feira, 17 de julho de 2014

João Paulo Mesquita Simões



À semelhança do que já escrevi aqui há uns tempos, o "meu selo" é um selo personalizado que surgiu em Portugal em 2007.
Agora, decorridos sete anos, os CTT Correios de Portugal, voltam a emitir novo selo para aproximar as pessoas.
A minha crítica é a seguinte:
Em vez de criarem selos personalizados que, há partida não irão circular, porque não criar mais selos para que as populações escrevam mais cartas, evitamdo um pouco mais o email e as redes sociais?
Leiam pois o artigo abaixo, e gostava que deixassem os vossos comentários. É uma coisa que também noto neste Blogue, é a falta de comentários às postagens por nós colocadas!


É um selo com a minha cara, por favor - Renascença
0

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Meme da internet (autor, por favor, entre em contato diretamente comigo para dar crédito ou retirar a foto)


Microcontos de Gustavo do Carmo



Era fã de uma belíssima, famosa e inalcançável jornalista. O pobre comerciante acordou para a realidade e casou-se com uma moça linda do interior. Tiveram uma vida simples na cidade dela. Quando ganhou na loteria largou a família e foi viver com a jornalista de quem era fã.

0

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Por  dudu oliva


0

quinta-feira, 10 de julho de 2014

João Paulo Mesquita Simões


A Câmara Municipal de Elvas volta a apostar fortemente na divulgação e valorização do Património de Elvas numa altura em que se assinala o segundo aniversário da classificação de Elvas como Património Mundial pela Unesco.
Para assinalar a efeméride foram lançados na tarde de segunda-feira, 30 de junho, selos dos CTT sobre Elvas Património Mundial, intitulados “Património da Unesco – Cidade Quartel Fronteiriça de Elvas e suas Fortificações”, na Biblioteca Municipal da cidade.
Em declarações à Rádio Campanário, a Vice-Presidente da Autarquia Elvense, Elsa Grilo, diz que “foram dois anos excelentes do que tem sido a procura turística, é um trabalho que a Câmara Municipal de Elvas iniciou há quase vinte anos e produziu os seus frutos em 2012”, acrescentando, “agora com esta classificação continuamos a dar-lhe seguimento”.
Elsa Grilo sublinha, “depois de termos recuperado tantos monumentos, conseguido dinamizar, conservar e preservar tanto património, continuamos a fazê-lo agora na recuperação dos prédios militares, do Forte da Graça e da construção do Museu Arqueológico e Etnográfico na antiga manutenção militar, é um trabalho que não para”.
A Vice-Presidente da Autarquia Elvense finaliza dizendo, “é um titulo que nos trouxe muita responsabilidade, o que pretendemos é que a população consiga aproveitar as oportunidades que esta classificação nos trás”.
Pelas 21h30, decorreu na Praça da República um espetáculo pela Companhia de Teatro de Rua do País Basco Deabru Beltzak, “Tamboures de Feu”, integrado no XXII Festival Sete Sóis Sete Luas, terminando com uma demonstração piromusical.
0

segunda-feira, 7 de julho de 2014


Conto de Gustavo do Carmo

Fazia semanas que Reginaldo queria falar com a esposa, Alice, mas não tinha coragem. Em um dia claro e quente de verão ele abriu o jogo assim que chegaram da praia.  
— Amor, eu preciso falar com você.
— O que foi, meu querido? Agora eu fiquei preocupada. 
— É um assunto muito sério.
— Fala logo, Regi! O que foi? É alguma doença?
— Ainda não. Mas preciso deixar a minha consciência limpa.
— Credo, Reginaldo! O que foi que você fez? Matou alguém?
— Não!
— Tem outra mulher?
0

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Por dudu oliva




0

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Foto: FIFA

Esta crônica poética foi escrita em 2002, logo depois da conquista do pentacampeonato do Brasil, que está completando hoje 12 anos. 


Como é gostoso queimar a língua!

Eu, nosso Rei e alguns milhões de brasileiros acreditávamos numa campanha vergonhosa...
Veio o pentacampeonato!

Como é gostoso queimar a língua!

0

sábado, 28 de junho de 2014

Por dudu oliva


0

quinta-feira, 26 de junho de 2014

João Paulo Mesquita Simões


No dia em que Portugal joga com Gana às 17 horas, hora de Portugal, perpetuo aqui o bloco que os CTT
editaram para a comemoração do Mundial de Futebol 2014 que se realiza no Brasil.

Pelo que vi na televisão, os Brasileiros estão torcendo por nós. Oxalá Portugal consiga fazer juz à sua seleção e passar aos oitavos de final. uma alegria para nós Portugueses e para vós Brasileiros que tanto nos apoiam.
0

quarta-feira, 25 de junho de 2014


0

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Foto: Carlo Wrede / Agência O Dia

Conto de Gustavo do Carmo

Era a primeira vez que participava de uma pelada. Pra valer e como titular. Quando menino, nas aulas de educação física do colégio, contrariado, Arthur entrava em quadra e não sabia o que fazer.

Queria ser goleiro, mas era escalado sempre na linha, em qualquer posição que fosse, pois não sabia o que fazia um atacante e nem um zagueiro. Aí chutava furado, agarrava a bola dentro da área e ficava andando na quadra do colégio como uma barata tonta. Sofria bullying e ouvia risos.
0

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Por dudu oliva




0

Arquivo do blog