quinta-feira, 30 de maio de 2019


João Paulo Mesquita Simões



A Teoria da Relatividade Geral, do físico Albert Einstein, foi confirmada com a observação do eclipse total do Sol de 29 de maio de 1919 em duas expedições científicas, uma no Sobral, no Brasil, e outra na roça Sundy, na ilha do Príncipe, em São Tomé e Príncipe, à época uma colónia portuguesa.

0

terça-feira, 28 de maio de 2019



- 69
Hoje eu encontrei uma carta que você me enviou quando eu viajei para o Rio de Janeiro nas férias de fim de ano. Foi a minha primeira grande viagem desde que eu me conhecia por gente.
Foi uma trabalheira danada. Tive que arrumar o endereço do hotel, fiquei todo ansioso, esperando pela carta...
Acho que a gente tinha 9 anos, não é mesmo?
O papel já está todo amarelado. Não dá pra ler quase nada, você escreveu à lápis.
A única coisa que dá pra ler é o remetente e o destinatário, com o meu e o seu nome.
Foi a primeira vez que eu recebi uma carta.
Foi mágico.


- 70
Estou escrevendo essa carta enquanto escuto o CD do Dave Matthews Band que você me deu de aniversário ano passado.
O próximo está chegando e pela primeira vez em muito tempo você não vai estar presente.
A Karen foi à padaria buscar meia dúzia de pãezinhos pra gente tomar café agora há pouco.


- 71
O Robinson se meteu em uma confusão em uma balada e acabou sendo espancado.
Vi a notícia no jornal da cidade.
Uma pena, ver como o nosso amigo se desviou tanto e está assim, nesse caco.
Talvez eu ligue pra ele.


- 72
Ontem foi o seu aniversário.
Nós cantamos parabéns e comemos um bolinho, eu, a sua mãe e a Karen.
Eu comprei um daqueles balões com gás hélio e amarrei na beirada da sua cama.
Eu sei que é bobo, mas eu me lembrei de quando a gente tinha uns 7 anos e você juntou várias moedinhas que a sua mãe te dava pra comprar doce. Você passou mais de um mês juntando e quando finalmente tinha o dinheiro, comprou o tal balão que flutuava tão almejado.
Mas aí um cara veio correndo atrás de você, em direção ao ponto para pegar o ônibus que estava vindo, esbarrou na sua mão e o balão voou.
Pronto, eu te dei um de aniversário novinho.


Parte 18 do conto de Lucas Beça
0

quinta-feira, 23 de maio de 2019



João Paulo Mesquita Simões




Através de uma Bula Papal Manifestis Probatum, documento escrito pelo sumo pontífice do Clero, o Papa Alexandre III reconheceu Portugal, a 23 de maio de 1179, como Estado de Direito, Livre e Independente.

0

quarta-feira, 22 de maio de 2019


O som que se ouve é quebradiço, porque estamos deitados sobre um enorme lençol de folhas secas, amareladas, cinzentas e acobreadas. Cada movimento que façamos é de uma delas se quebrando, uma espécie de reflexo da vida, onde cada movimento é alguma coisa se quebrando, se destruindo. O cheiro é de madeira velha, mas se eu respirar bem fundo posso sentir o odor adocicado das folhas mais abaixo, úmidas e podres. Eu sempre achei interessante o fato de as coisas apodrecidas terem essa doçura aromática em seus núcleos.
0

terça-feira, 21 de maio de 2019



- 65
Meu chefe (que eu deveria chamá-lo de ex-chefe ou pelo seu nome agora) me ligou pra dizer que estava entediado.
Que não tinha nada pra fazer lá a não ser, palavras dele: “Encher o cu de areia e se molhar naquele esgoto a céu aberto.”
Eu dei risada e disse que isso era normal.
Talvez fosse melhor então mudar de praia.
Mas você conhece a peça. Ele já tinha pagado metade do aluguel e não iria abrir mão.
Me perguntou também como estava indo os negócios e eu respondi que estava tudo bem.


- 66
Eu menti, naquele dia, sabe...
Eu estava um pouco preocupado.
Estava vendendo DVD à rodo. São originais, baratos...
O problema é que elas pararam de comprar dos camelôs e
Bom, sei lá, talvez seja só paranóia minha.
Nunca fui tão “bem sucedido” antes de verdade.


- 67
Tivemos outra briga.
Essa foi feia.
Karen pegou o quadro com você na foto e jogou em mim. Eu desviei.
O quadro bateu na parede, quebrou todo o vidro e por pouco não estragou a foto.
Foi embora pisando duro.
No outro dia ela veio se desculpar, dizendo que tinha passado dos limites, que foi culpa dela.


- 68
Oi.
Eu estou cansado de falar sobre minha vida.
Queria tanto ouvir você falar sobre a sua. Sobre o seu dia. O que você fez, o que deixou de fazer, quem você se encontrou na rua, o que você comeu no almoço...
Queria ouvir a sua voz mais uma vez, que não seja de um alto-falante de um computador.
Queria sentir o seu calor em um abraço apertado.
Só isso.
É pedir muito?


Parte 17 do conto de Lucas Beça
0

segunda-feira, 20 de maio de 2019


Conto de Gustavo do Carmo



Em um sebo imundo e escuro na Praça Tiradentes, cercado por revistas antigas e empoeiradas, Evair agachou-se muito de mau jeito para folhear as raridades que estavam ao pé da estante, praticamente no chão. Tinha que encontrar, entre duas pilhas de quase um metro de publicações com mais de quarenta anos, reportagens ou anúncios sobre uma loja de eletrodomésticos existente na época, já extinta atualmente.

0

quinta-feira, 16 de maio de 2019


João Paulo Mesquita Simões




Em 16 de maio de 1977, surge pela primeira vez em Portugal a Telenovela.

Era Brasileira, escrita por um mestre da Literatura Brasileira, de seu nome Jorge Amado.

0

terça-feira, 14 de maio de 2019



- 61
Ontem foi o dia que eu conheci os pais da Karen. Não vou te dizer que foi um completo desastre, mas também não foi tão bom e tranquilo quanto ela me disse que seria.
O pai era um daqueles que discutem política, religião ou futebol por qualquer coisa e querem ganhar o argumento a todo custo. Não preciso dizer que ele não foi com a minha cara.
A mãe, ao ouvir de Karen sobre você, também não gostou. Não disse nada rude, mas deu pra perceber só de olhar.
Será que ela foi adotada?
Talvez você diria algo assim, não é mesmo?
Mas infelizmente não, ela é a cara do pai e da mãe, não tem como negar.


- 62
Depois daquilo parece que a vontade de fumar voltou. Disse a Karen o que estava acontecendo, porque como você sabe, eu acho que para se ter um relacionamento saudável tem que haver comunicação e honestidade.
Ela lamentou o modo que seus pais se comportaram e perguntou se eu precisava ir a uma reunião.
Eu disse que não, que ia ficar tudo bem.
Mas lá no fundo, meus pulmões estavam clamando por alguma fumaça.


- 63
Hoje, pela primeira vez, eu entrei no seu quarto e não senti meu estômago revirar.
Talvez tenha sido pela quantidade de vezes que eu te vi ali e tenha me acostumado de verdade.
Uma pontinha de mim não queria que isso acontecesse.


- 64
Ontem, também, pela primeira vez, eu cheguei mais perto de você e consegui sentir um traço do seu perfume, lá longe.
Isso me deixou um pouco feliz.


Parte 16 do conto de Lucas Beça
0

segunda-feira, 13 de maio de 2019


Microcontos de Gustavo do Carmo 


Sinuca de bico
Ficou numa sinuca de bico. Teve que esperar por duas horas, sentada e emburrada, para falar com o marido que jogava sinuca com os amigos no bar. 

0

terça-feira, 7 de maio de 2019



- 57
Ontem eu e Karen tivemos nossa primeira briga.
Não foi bem uma briga, briga. Foi mais para uma discussão acalorada. Mas foi a primeira vez.
E foi por um motivo tão bobo, sabe...
Mas acordamos bem hoje, e isso é o que importa.
Bom, é que eu espero.


- 58
O Robinson veio me pedir dinheiro, depois de meses sem falar comigo. Apesar de que eu não fiz nenhum esforço pra tentar entrar em contato com ele.
Estava devendo um dinheiro por aí e precisava urgente.
Perguntei pra quem ele estava devendo, mas ele não quis dizer. Disse que não podia.
Então eu não emprestei. Até porque, se eu emprestasse o tanto que ele queria, ficaria com o orçamento apertado e, bom... Nós dois sabemos como o Robinson é... Provavelmente ele iria se “esquecer” que deve pra mim.
Não era a primeira vez.


- 59
Os pais da Karen vêm semana que vem visitá-la.
Eu estou bastante nervoso.
Você não estaria?
Não, né?
Mas ela me acalmou um pouquinho. Disse que eles são pessoas boas e tranquilas.
Mesmo assim, são os pais, sabe... É uma grande coisa.


- 60
Esses dias eu estava vendo alguns vídeos antigos e me espantei ao ouvir a sua voz.
Tinha me esquecido, apagado, ou como quer que os psicólogos chamem, da minha mente. O que eu temia aconteceu. E eu nem percebi.
Isso me assusta bastante.
Tentei me lembrar do seu cheiro, do seu perfume, mas também não consegui.
O seu cheiro no hospital é quase nulo agora.
Estou preocupado. Será que alguns vídeos antigos e fotos serão o suficiente para te manter viva na minha mente?


Parte 15 do conto de Lucas Beça
0

segunda-feira, 6 de maio de 2019



Conto de Gustavo do Carmo

Orgulhava-se de não fumar. Não bebia uma gota de álcool. Drogas? Nem pensar. E ainda preferia um cinema, um teatro, ler um bom livro e ficar na paz e no conforto de sua casa a frequentar churrascos com os amigos, discoteca e sair com os amigos.

0

quinta-feira, 2 de maio de 2019

João Paulo Mesquita Simões

Assisti em direto, em 1994, ao falecimento do grande piloto de Formula 1, Ayrton Senna.
0

Arquivo do blog