segunda-feira, 7 de junho de 2010

As Histórias do Amadeu - Mãe e filha

Desculpem mais não consegui postar no domingo... 


Por Ed Santos



- Então? O que você me diz?
- Cadê o teu pai?
- Não quis vir pra não ter que olhar mais pra tua cara! Vamos, diga logo!
- O que você quer ouvir minha filha?
- Não sou sua filha! Você fez o favor de assassinar aquela menina ingênua, mas também fez o favor de ajudar a despertar toda ira de uma mulher!
- Filha, eu não tenho o que dizer! Foi maior que eu!
- Já te disse que não sou sua filha! E para com esse discurso de novela mexicana! Meu pai tinha razão, eu não devia ter vindo aqui. Não há nada que você tenha a me dizer, não é mesmo?
- Sei que errei filha, mas eu vivia angustiada com aquela vida de “a mulher do aposentado que passa o dia todo no jogo de dominó”! Não agüentava mais. Aí apareceu o Catatau e...
- Não fala o nome desse tormento! Me diz uma coisa, vocês vão ficar por aqui né?
- Não sei filha, depois de tudo...
- É bom que fiquem mesmo, porque eu vou embora o mais rápido possível desse lugar, que é pra não ter que respirar o mesmo ar que vocês dois.
- Não faça isso filha! Queria te pedir perdão.
- Não sou mais sua filha! Aliás, nunca fui! E não me peça perdão, não sou eu quem vai perdoá-la. Trate de botar o joelho no chão e pedir perdão pra Deus!
- Tenho feito isso todo santo dia...
- Pois é pouco! Tem que ser toda hora! Sabe de uma coisa? Vou embora daqui antes que eu enlouqueça.
- Filha!
- Já te disse mais de uma vez que não sou sua filha, e se você quer saber, estou indo embora e você nunca mais vai me ver! Adeus!
- Filha! Não vá embora! Filhaaaa!

2 comentários:

Joao Paulo Mesquita Simoes disse...

Grande tragédia!
Pior que a Tragédia Grega ou "Antígona" de Sófocles!
Só falta mesmo matar a mãe...
Está muito bom.
Quando é o final dessa novela?

Abraços!

Ed Santos disse...

Amigo, o fim está pronto, só falta postar!!! rsrsrs

Arquivo do blog