terça-feira, 30 de abril de 2019

Cartas para ninguém (53, 54, 55 e 56)



- 53
A loja foi aberta, finalmente.
Tive alguns problemas no contrato de aluguel e na licença do alvará, mas agora está tudo certo.
As vendas estão aumentando a cada dia.
O chefe está orgulhoso. De vez em quando eu ligo pra ele. E ele está amando a praia. Era o que ele sempre quis para sua vida.


- 54
Agora tem dois quadros na minha mesa: aquela com uma foto de nós dois e uma comigo e a Karen.
A cada dia que passa, a cada vez que vamos visitar você, tenho mais certeza de que vocês duas seriam grandes amigas.


- 55
Karen está trabalhando comigo na loja. Ela é ótima com os clientes. Acho que ela é o grande motivo para as vendas continuarem aumentando. Parece que toda sua timidez desaparece quando um cliente em potencial entra pela porta. É incrível.
Estou saindo mais, também. Pelo menos uma vez por semana nós vamos na pizzaria.


- 56
A nova viciada que entrou no grupo hoje é tão parecida com você. Não seria sua irmã gêmea, mas com certeza poderia ser sua parente. Rá! Rá!
Imagina?
Ela chegou atrasada e quando entrou fiquei paralisado. Foi surreal.
Mas fica tranquila, ela é nova na nossa “grande” cidade. Veio de Santa Catarina. Até o sotaque é diferente.
Achei que seria legal mencionar isso.


Parte 14 do conto de Lucas Beça

Nenhum comentário:

Arquivo do blog