domingo, 27 de dezembro de 2015

OLHEM AS LUZES

Olhem as luzes
A apagar e acender
A acender e apagar
Não param nunca de brilhar
Ficam piscando, piscando
E aos poucos vou relembrando...
Ah essas luzes,
não param de acender
Lembranças que preferia esquecer
Só assim
não sentiria falta do que já era
Oh luzes tão belas
Porque insistem
em trazer o que passou
Ela já se foi
Vocês não entendem?
Nunca.mais.comeremos.tender
Juntos na noite de Natal
A mamãe por um tempo ate deixou de cozinhar
Só para não lembrar
Os.bons momentos
Dos velhos tempos...
Luzes por favor
PAREM
Logo ela deve aparecer,
Ela que se esforça tanto para esquecer
Luzes não a façam lembrar também
Ele já tem outro alguém
Não dá pra voltar atrás
E o Antonio meu irmão
Sempre querendo chamar atenção
Na verdade
Só queria esconder
A.carência por nao ter
Um pai por perto
Pra mostrar o que é certo
Luzes, ele também não pode ve-las
Pois essas lembranças...
ele não pode te-las...
Poupe-nos dessa.dor
Lhes peço por favor!
E o Vicente não quero nem pensar
No que vai.acontecer
Ele vai chorar
Se ele ver
E ele já sofreu tanto
Por favor
Parem se brilhar
#DoFundoDoBaú #1999
#VamosPoetizarOMundo

Nenhum comentário:

Arquivo do blog