segunda-feira, 3 de abril de 2017

SOLTEIROS X CASADOS



Conto de Gustavo do Carmo, inspirado em um comercial de analgésico

Era o goleiro do time dos solteiros. Mas Nonato era um grande frangueiro. Tomava gols inacreditáveis. Defesas fáceis se transformavam em tentos. Contras. Todo sábado seu time era impiedosamente goleado pelo time dos casados.

Nelsaldir, o capitão do time dos solteiros, inspirado pelo comercial de analgésico na televisão, teve uma ideia: decidiu apresentar ao companheiro de time frangueiro uma amiga de sua irmã. Irene era morena clara, magrinha, seios de médios para fartos, cabelos cacheados e muito carismática, embora estivesse se sentindo solteirona aos 25 anos. Nonato se apaixonou imediatamente.


Só que o time dos solteiros precisava ser paciente. Os dois eram muito tímidos. Da primeira vista para a paixão, o primeiro beijo, o noivado e finalmente o casamento se passaram quase dois anos. Até lá, os Solteiros levaram muitas goleadas.

Nonato trabalhava como bancário. Tinha tempo para participar das peladas. Aliás, os dois times eram formados por funcionários do banco. Mas ninguém tinha tempo para treinar. E nem havia interesse também. As peladas eram apenas recreativas, embora, no fundo dos bancários, houvesse um sentimento de rivalidade.

O casamento foi uma grande festa. Tanto, literalmente, pelos comes e bebes, quanto pela alegria dupla de Nelsaldir e seus colegas verem o amigo desencalhar e... se livrar do frangueiro no time. A primeira pelada de Nonato pela sua nova equipe também foi uma festa.

Antes do jogo fizeram uma despedida: buquê de flores, fotos com os dois times, mensagens de agradecimento pela sua “dedicação” ao plantel dos solteiros, papel picado e um pouco de farinha também. Nelsaldir fez questão de entregar a nova camisa para o ex-companheiro. E somente então a pelada no Aterro do Flamengo pôde ser iniciada.

O primeiro gol tomado por Nonato com a camisa dos Casados virou nova festa para o time dos Solteiros. Nelsaldir parou o jogo e fez mais “homenagens”. A pelada terminou em 6x5 para o antigo time do goleiro. Uma perda de cinco anos de invencibilidade. Seria mais se não fosse interrompida para as festas.

Sim. A partida foi equilibrada porque o time dos Casados tinha um ótimo atacante: Pedrão. Era ele quem fazia a maioria dos gols em cima de Nonato, quando era solteiro. O time de Nelsaldir, que era um zagueiro mediano, tomava de 8x0, 15x0, 15x1, 9x2, 10x0. Quando Pedrão não jogava os jogos terminavam apenas em 3x0 ou 4x0 para os casados. O problema não era só de Nonato.

A segunda partida terminou em 7x5 para os Solteiros. Cinco gols de Pedrão que se contundiu e ficou cinco jogos ausente. Os Casados perderam por 6x0, 8x1, 9x0, 7x0 e 5x0. Todos os gols com frangos de Nonato.

Alguns jogadores do time dos Casados do banco pediram para expulsar Nonato do time. Outro sugeriu arrumar uma amante para destruir o casamento do goleiro e mandá-lo de volta para os Solteiros. Geraldo, gerente-geral da agência do banco, reprovou a decisão. E ameaçou demitir quem fizesse isso.

Primeiro porque achava uma grande maldade. Ele mesmo tinha dois filhos pequenos e precisava dar exemplo de dignidade a eles. Segundo porque perder também não era o fim do mundo. A pelada era só uma confraternização. Uma festa. Esses mesmos jogadores que pediram a cabeça de Nonato ameaçaram boicotar as peladas. Geraldo teve uma ideia: afastou Nonato por um tempo e, com o apoio do contundido Pedrão, o mandou treinar num clube profissional, com um preparador de goleiros amigo deles.

Nonato aceitou a proposta. Teve um duro treinamento no Botafogo aos sábados. Se dedicou inteiramente aos treinamentos. Mas a preparação de Nonato começou a incomodar a ex-tímida e agora dedicada esposa Irene, que começou a reclamar que o marido não estava dando muita atenção a ela. Parecia que o desejo da maior parte do time dos Casados estava se realizando. E Nelsaldir já começava a ficar preocupado em receber o frangueiro de volta.

Nonato tirou uma semana de folgas acumuladas, faltou um sábado de treinamento e se dedicou, com afinco, à esposa.  Deu certo. Na semana seguinte, o goleiro voltou ao time revigorado. Fez defesas milagrosas. Pegou, pela primeira vez, bolas fáceis. Mas o time dos Casados ainda perdeu por 1x0, com um gol indefensável de pênalti. Pedrão ainda não tinha voltado.

Na pelada seguinte, nova atuação de gala do goleiro. E a primeira vitória dos Casados com Nonato no time. E de goleada: 5x0. Cinco gols do regressado Pedrão. Ao fim do jogo, uma ótima notícia: Irene saiu da arquibancada e anunciou na frente dos dois times que ele seria pai.

Nonato ficou dez jogos sem tomar gol. Houve um 0x0, quando Pedrão precisou faltar por doença do pai. Mas começaram a aparecer outras goleadas a favor do time dos Casados. Quem pensou em arrumar uma amante para destruir o casamento do goleiro foi o Nelsaldir.

Ele colocou o plano em prática depois do nascimento de Raiane, a filha de Nonato. Apresentou-lhe Noemi, uma garota de programa amiga de Merivaldo, meio-campo do time dos Solteiros. Nonato deu um fora na periguete: estava muito feliz com a sua esposa e a filha.

Nelsaldir e Merivaldo apelaram para o jogo sujo. Pediram para Noemi deixar um recado erótico no celular de Nonato. E assim ela fez. A dupla quase conseguiu. Irene, sem querer, atendeu o celular do marido quando ele estava no banho, no sábado de manhã.

Não aconteceria a pelada naquele dia porque o campo onde sempre jogavam estava em reforma e os demais reservados para outros jogos. Nonato enfim ficaria com a família. Irene estava dormindo sozinha na cama quando foi acordada pelo toque do celular de Nonato.

Uma voz feminina sensual dizia que a noite de quinta-feira foi ótima e perguntou quando eles se encontrariam de novo. Irene engoliu em seco e começou a chorar. Quando saiu do banho, Nonato viu a esposa sentada na cama, de cabeça baixa. Perguntou o que houve. Ela não respondeu.
Tocou carinhosamente em seus ombros e ela se esquivou, dizendo:

— Não toque em mim.
— O que houve, meu amor?
— Não me chame de meu amor. Isso você diz pra sua amante!
— Que amante? De onde você tirou isso? Ele pergunta, preocupado.
— Da sua amante que acabou de te ligar no teu celular.

Irene quase joga o telefone em cima dele. Nonato verifica as últimas chamadas do telefone e vê um número desconhecido. Ele se justifica.

— Mas eu nem sei que número é esse.
— Não dá desculpa não. Quinta-feira você não dormiu em casa.
— Eu joguei pôquer na casa do Nelsaldir. Eu não te avisei?
— Mentira! Você deu uma desculpa!
— Eu liguei de lá! Está no identificador! Mas se você prefere não acreditar em mim, então o nosso casamento acabou!

A discussão foi interrompida pelo choro do bebê Raiane. Magoado, Nonato arrumou as malas e foi para a casa de Nelsaldir, onde desabafou que pode voltar para o time dos Solteiros. O amigo zagueiro tentou disfarçar, colocando panos quentes, dizendo que pode ser um mal entendido.

Na pelada seguinte procurou Geraldo e avisou que iria voltar para o time dos Solteiros.

— Quê isso, Nona?? O que houve com o seu casamento?
— Não sei. Ligou uma mulher para o meu celular, a Irene atendeu e cismou que eu tenho uma amante.
— E você tem?
— Claro que não! Trabalho e treino tanto que eu não tenho nem tempo de ter amante.
— Olha, você já pediu o divórcio?
— Não. Mas estou pensando em pedir.
— Então, enquanto você for legalmente casado continua jogando com a gente. Agora vai para o jogo.

Preocupado, Nonato não jogou bem. Voltou a ser o frangueiro de sempre. Mesmo com atuação de gala de Pedrão, os Casados perderam por 6x4. Isso porque Nonato pediu para sair no intervalo.

Voltou para a casa e encontrou Irene nua em sua cama. Ela se levantou e pediu perdão.

— Perdão, meu amor. Era tudo trote. Vamos nos amar.  

Nonato perdoou a mulher. O casal fez as pazes e transou. No final de semana seguinte, ele voltou a se destacar no time dos Casados. E fez até gol. Seu time venceu por 7x1.

Contrariado, Nelsaldir foi se queixar com Merivaldo:

— Não deu certo. Vamos ter que partir para o Plano B. E já sei o que fazer.

Nelsaldir pediu ao colega, ou melhor, o comparsa, que procurasse Noemi para conseguir algum michê que pudesse fingir ser um ex-namorado de Irene. Sabia que Nonato era muito ciumento e outro homem na relação poderia acabar com o casamento de vez e trazer de volta o agora bom goleiro para o time dos Solteiros.

Para disfarçar, Nelsaldir esperou mais uma semana. Mais uma pelada. E mais uma vitória dos Casados com dois gols e cinco defesas espetaculares de Nonato. O jogo terminou 10x0. Após a partida, como na primeira vez, Irene anunciou a todos que estava grávida novamente. Desta vez, disse com um olhar fuzilante lançado para Nelsaldir, já desconfiada de suas más intenções em separá-los. 

Na segunda-feira, Nelsaldir mandou Ricardão, o tal michê entrar na casa de Nonato sem ser visto por ninguém para não levantar suspeita, principalmente de assalto. Ele tinha tirado uma cópia da chave da casa do amigo e entregou para o garoto de programa.

Ele teria que entrar sozinho no apartamento, antes de Nonato chegar do banco e Irene do shopping com a irmã de Nelsaldir, e deitar nu embaixo dos lençóis na cama do casal. O objetivo era ser flagrado pelo marido, que se certificaria de que Irene tinha um amante. E saiu tudo como planejado. Assustado, Nonato berrou:

— Quem é você??? Um assaltante???
— Ih! Você é o marido da Irene??? A gente teve uma manhã de amor depois que você saiu para o trabalho e ela me deixou dormindo aqui.
— Então você é amante dela, né, seu filho da puta!

Nonato avançou contra Ricardão e lhe deu um chute na barriga, em seguida nas costas. O falso amante saiu correndo da cama nu e chutado pelo dono da casa. No exato momento em que Irene entrava em casa com Raiane no colo e deu um grito.

— Socorro! Tarado!
— Não sou tarado não! Sou teu amor! Você me disse que o seu marido estava viajando!
— Tá louco?! Vai embora, seu vagabundo! Eu vou chamar a polícia!
— Você me disse hoje de manhã que me amava! É uma puta!
— Ô Nonato! Vem cá!

A menina começou a chorar. Colocou-a no carrinho e foi até o quarto procurar pelo marido!

— Eu estou aqui, sua puta! Sua vagabunda! Vai embora!
— Nonato! Não acredito que você acreditou nesse vagabundo!
— É claro que eu acredito! Você também duvidou de mim quando aquela puta ligou pra mim.
— Então você confessa que ela ligou?
— Só estou lembrando o caso!

Ricardão aproveitou a discussão do casal para fugir. Conseguiu escapar do prédio sem ser visto pelo porteiro e os vizinhos. Nelsaldir correu ao seu encontro com roupas. O michê disse enquanto se vestia:

— Dessa vez eu acho que deu certo, hein? Agora que eles se separam mesmo.

Enquanto isso, no apartamento de Nonato, ele mudava de ideia e resolvia ir embora. Irene tentava falar a verdade:

— Eu não tenho amante nenhum! Quem armou isso foi o Nelsaldir, seu idiota! 

Ele quer que a gente se separe para você voltar ao time dos Solteiros. Ou melhor, dos Vagabundos, seu imbecil!

— Ele não faria isso!
— Ah! Mas é muito topeira mesmo! Se não acredita em mim então saia dessa casa!
— E vou mesmo!

Mais uma vez, Nonato arrumou as malas e foi embora de casa. No entanto, preferiu ir se abrigar na casa de Geraldo e desabafar a mais nova crise do seu casamento.

— Desta vez não tem volta, Geraldo. A Irene está me traindo. Encontrei o amante na nossa cama, dizendo que ela o deixou dormindo.
— Olha lá o que você está dizendo, Nonato! Pode ser armação do Nelsaldir.
— Você também, Geraldo? A minha futura ex-esposa me disse isso também.
— Eu não sei se é o Nelsaldir. Mas desde que você começou a defender bem no time o seu casamento entrou em crise. Você não parou pra pensar nisso?
— O Nelsaldir não faria isso comigo. Eu o conheço desde que eu entrei no banco. Ele sempre foi uma pessoa honesta.

Geraldo revirou os olhos. Fez uma pausa e confessou:

— Honesto o Nelsaldir não é mais há um bom tempo. Estamos esperando o resultado de uma auditoria nas contas do banco de que ele pode estar desviando dinheiro. Assim que sair a prova vamos demiti-lo e colocá-lo na cadeia imediatamente.
— Eu vou sair do time. Eu vou parar com essa brincadeira de pelada.
— Calma! Calma! Você está de cabeça quente! Vai dormir que amanhã você tem um dia cheio de trabalho pela frente.

No banco, Geraldo comentou com Pedrão, um dos gerentes, que Nonato está desconfiando de que Nelsaldir também pode estar destruindo o casamento do goleiro. Pedrão confirmou:

— Pode não! É ele quem está destruindo, sim! Eu o vi armando um plano com o Merivaldo para acabar com o casamento dele e tê-lo de volta ao time dos Solteiros agora que ele está jogando bem. E vi duas vezes. Combinaram de arrumar uma amante para ele e um para ela.

— Filho da puta! E esse relatório da devassa das contas que não chega! Estou doido para colocá-lo na rua.

O tal relatório chegou, mas Geraldo decidiu guardá-lo para sábado e apresentar no dia da pelada. Queria humilhar o Nelsaldir e falar a verdade para Nonato, que chegou sem vontade para o jogo. Foi ao campo apenas para se despedir dos companheiros de time. Ao se aproximar de Pedrão, este falou:

— Nonato vem cá, vou te mostrar uma coisa.
— O que foi?
— Geraldo, está pronto?
— Claro.

Nonato continuou sem entender nada. O trio foi até Nelsaldir, que ainda falou:

— Vai anunciar a sua mudança de time, Nonato? Vai voltar pra gente?
— Não, Nelsaldir. Respondeu Geraldo.  Eu vou anunciar é a sua demissão e a sua expulsão do futebol. Você está fora do banco. A auditoria da matriz revelou que você desviou dinheiro dos correntistas e joias do penhor para a sua conta com nome falso para a Suiça.
— Que brincadeira é essa, gente! Nelsaldir protestou, fingindo surpresa!
— E você está preso, também! Policial, pode vir!

Um policial federal se aproximou, o algemou e anunciou:

— Nelsaldir Neves Seixas Brasil! O senhor está preso por estelionato e evasão de divisas.
— Peraí, seu policial. Interrompeu Pedrão. — Antes o nosso amigo Nonato precisa saber que foi ele quem armou a prostituta e o michê para destruir o casamento dele.
— Então foi você, né? Seu filho da puta! Desgraçado!

Nonato deu uma voadora certeira que jogou o humilhado Nelsaldir no chão. Em seguida deu uma sequência de socos enquanto gritava:

— Você acabou com o meu casamento! Seu safado!

E ele não parou de chutar o agora ex-amigo, que ficou desacordado. E acabou morrendo. Nonato teve que mudar de time. Foi admitido como o novo goleiro do time de Assassinos da Penitenciária. Irene vibrou com a condenação do ex-marido, que matou o seu verdadeiro amante.

   

Nenhum comentário:

Arquivo do blog