segunda-feira, 13 de março de 2017

MICROCONTOS - GORDOS



Cano
Entrou pelo cano. O bombeiro hidráulico gordo ficou entalado.



Nunca vista
Nunca a viu mais gorda. Só mais magra.





Bola da vez
Virou a bola da vez. Para ser tachada de gorda e ser pressionada a fazer um regime.



Sapo falante
Beijou o sapo falante depois que ele se calou no programa de TV. Se transformou num roceiro feio, gordo e fedido.



Descoberta
Descobriu que estava obeso quando sobreviveu a uma tentativa de assassinato. A gordura protegeu seus órgãos vitais da faca.



Descoberta 2
Descobriu que estava gordo quando só encontrou suas roupas novas na Varca.



Cor da bola
Não viu a cor da bola. Casou-se com a gorda por amor, não se importando se ela era branca, negra ou amarela.



Cantada
Cantou a bola. A gorda encalhada ficou encantada com a declaração de amor.



Bem na foto
Ficou bem na foto. Bem gordo.



Escolhido
Escolhia demais. Foi escolhido para viver na pobreza com uma mulher gorda e feia.



Prato cheio
Foi um prato cheio. Pra ele comer e ficar ainda mais gordo.


Microcontos de Gustavo do Carmo

Nenhum comentário:

Arquivo do blog