sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Por dudu oliva



0

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

João Paulo Mesquita Simões


Lembro-me, de quando era mais jovem, trocar selos através de um clube filatélico japonês, em que nos era
enviado um caderninho com os nomes, moradas e tipos de coleções que cada um fazia.

Selecionávamos aquele ou aqueles países que nos interessavam, e escrevíamos aos filatelistas perguntando se estavam na disposição de trocar selos.

Ainda consegui juntar muitos selos estrangeiros, nomeadamente da antiga Checoslováquia, que hoje possivelmente e graças ao desmembramento do país em duas repúblicas distintas, terão algum valor filatélico.

Hoje, e com o aanço das Novas Tecnologias, as redes sociais desempenham um papel importante na Filatelia. 

São muitos os filatelisas que se encontram no Facebook. Além dos filatelistas, encontram-se também clubes e casas filatélicas. Tenho vários ligados ao meu perfil e, há uns dias, recebi um pedido de amizade de um senhor, também ele filatelista, que pretendia que o adicionasse. Adicionei, e temos conversado bastante. 

Sei que gosta de colecionar combóios e faróis. Por outro lado, eu também, dentro das minhas temáticas, coleciono faróis.

Vem pois a caminho da Malásia para Portugal, este envelope contendo coleções completas de, penso eu, faróis e animais da Malásia.

Estes intercâmbios são motivantes, pois ajudam a filatelia a não morrer. Quer cá, quer lá, a Filatelia é um hobbie. O que já não acontece no Brasil que é ciência. 

Ainda hei de investigar o porquê de a Filatelia ser hobbie e Ciência nuns e noutros países. Depois, mostrarei aqui as minhas conclusões.
0

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Crônica de Gustavo do Carmo

A primeira Playboy que eu comprei pessoalmente na minha vida foi a do primeiro ensaio da Núbia Oliveira (que hoje assina Núbia Óliiver), em 1993.
Foi em uma pequena banca de Arraial do Cabo, cidadezinha da Região dos Lagos fluminense. Senti um misto de vergonha (por me sentir um tarado precoce) e orgulho (por já estar crescendo e poder comprar sozinho uma revista de adulto).
0

sábado, 22 de novembro de 2014

Por dudu oliva



0

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

João Paulo Mesquita Simões


"Peregrinação", uma obra-prima da literatura universal, um relato que imortalizou "um herói feito de carne humana", é celebrada na emissão filatélica "400 Anos da 1.ª Edição da Peregrinação". http://bit.ly/Selos2014_400AnosPeregrinação

 Fonte: CTT - Correios de Portugal
0

segunda-feira, 17 de novembro de 2014


Conto de Gustavo do Carmo

Os ratos serpenteavam no meio-fio. Baratas passeavam pelos bueiros. Os pardais piscavam ávidos para multar motoristas que avançassem o sinal. Os meninos de rua cheiravam cola sem cerimônia. Um deles desfilava com a sua pistola prateada como um vampiro sedento pelo sangue de suas vítimas, especialmente motoristas de carros de luxo.
0

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Por dudu oliva



0

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

0

segunda-feira, 10 de novembro de 2014



Microcontos de Gustavo do Carmo



Boca do balão
Arrebentou a boca do balão. Ninguém saiu ferido na queda. 


Mundo
O mundo desabou sobre sua cabeça. Teve apenas uma fissura em uma vértebra da coluna com a queda do letreiro em forma de globo terrestre. 

0

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Por dudu oliva



0

segunda-feira, 3 de novembro de 2014



Conto de Gustavo Carmo


Paladiane Álgebra é filha única de um químico com uma professora de matemática. Cresceu entre átomos, tabelas periódicas, progressões aritméticas e geométricas, equações, geometrias e fórmulas por todos os lados. O próprio primeiro nome é uma derivação de Paládio, nome de um metal branco presente na tabela periódica, que forma o grupo da Platina, e que foi batizado em homenagem à Pallas, deusa da sabedoria na mitologia grega. Por isso foi escolhido pelo pai, Apolo. O segundo foi imposição da mãe, Norma.   

Marido e mulher discutiam sobre a profissão da menina quando adulta. O pai desejava que ela fosse química como ele, enquanto a mãe insistia que ela deveria ser uma matemática famosa. Brigaram por causa desta bobagem durante quinze anos.

0

Arquivo do blog