terça-feira, 10 de abril de 2012

Outono Sombrio


Por Hemerson Miranda

O único amor que tinhas se afogou em seu próprio sangue.
Não importa se tua oração seja silenciosa ou com altos clamores. Ela não será ouvida.
Cadáveres formam tua tão esperada primavera. Um lençol de corpos em putrefação.
E todas as rosas vermelhas que você vê neste eterno outono foram na verdade pintadas com sangue humano.
Todos os estilhaços que sobraram de teu coração quebrado farão uma música.
Talvez a esperança nunca tenha tido realmente um significado pra você.
Aquele momento em que você acorda de seu sono alienado e percebe que as pessoas são insensíveis, gananciosas e más.
E todas as tuas lágrimas de desespero serão em vão.
E talvez pra você nunca mais haja uma primavera. Condenado a viver no melancólico outono pra sempre.
As flores poderão cair como lágrimas de tristeza.
Você nunca deve esquecer que no outono as folhas caem. Sua vida pode ser um eterno outono.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog