domingo, 10 de abril de 2011

ANALISANDO - A HUMILHAÇÃO


Por Gustavo do Carmo


Imagina o Tony Ramos tendo um branco no meio de uma peça de teatro. E que esse branco se torne permanente, sem nenhuma capacidade para improvisar, a ponto de acabar com a sua carreira. Este é o drama vivido por Simon Axler, protagonista do romance A Humilhação, de Philip Roth (Editora Record).

Simon, um sessentão e grande talento de sua geração, perde a magia, o talento e a autoconfiança. Sobe ao palco e fica sem saber o que fazer, se sente um louco e imagina as pessoas rindo dele. Como resultado, o público o abandona, a mulher larga dele e nem o seu agente consegue convencê-lo a retomar o trabalho.

Ele se interna em uma clínica e, durante as atividades terapêuticas, conhece uma mulher que flagrou o marido molestando a filha e teve uma crise nervosa. Aparentemente recuperado, vai morar recluso em uma casa no interior dos Estados Unidos. Ele recebe a visita de Pegeen Stapleford, filha de um antigo casal de amigos, que vai morar com ele. Assumidamente lésbica e ainda sofrendo perseguição de uma ex-namorada, a moça seduz Simon, que recupera o prazer de viver e enlouquece de paixão pela moça já de quarenta anos de idade. Os dois realizam diversas fantasias e passam a enfrentar a resistência dos pais de Pegeen.

Dividido em três capítulos, o livro tem um enredo envolvente e um texto claro e objetivo. Peca apenas pela descrição detalhada de cenas de sexo. A diagramação é simples. A leitura é rápida. São apenas 102 páginas que custam caro relativamente: 34 reais (33 centavos por página ou três páginas por cada real pago).

Pontos Fortes

+ Ótima trama
+ Texto objetivo

Pontos Fracos

- Descrição de cenas de sexo
- Poucas páginas para o seu preço

Avaliação geral: ****

SOBRE O LIVRO

A Humilhação
Autor: Philip Roth
Tradutor: Paulo Henriques Britto
Companhia das Letras
2009
Formato (a x l): 21x14 cm
102 páginas
Preço sugerido: R$ 34,00

Um comentário:

Numa de Letra disse...

Adorei!:

http://numadeletra.com/29061.html

Arquivo do blog