terça-feira, 11 de setembro de 2018

Revisão interna



Não conseguia mais se concentrar.

A internet destruiu seu poder de foco, determinação, garra, etc.

Na adolescência, quando estudava em uma das piores salas da escola, talvez até da cidade, ele simplesmente abria um livro e o lia enquanto os colegas à sua volta botavam fogo e faziam o pandemônio.


Agora nem um simples filme é terminado. Nada. Músicas são puladas de faixa em faixa, incompletas, desconexas. Livros, começados, ficam perdidos nas prateleiras, nas pastas do computador ou do tablet.

Não sabe o que fazer.

Passa o dia trabalhando. Chega em casa e fica mais estressado com o comportamento desviante.

Uma...! Olha, nem sei te dizer o quê!

Que coisa de louco.

As redes sociais e suas linhas do tempo intermináveis o deixaram inquieto.

Absorto, reflete sobre a mente.

Se propõe a ler um livro por vez.

Um álbum por dia. Completo, do começo ao fim.

Um filme por dia. Até depois das letrinhas.

Chega das redes sociais que o tornaram anti-social.

Respira fundo.

Vai dormir. Amanhã ele começa.


Conto de Lucas Beça

Nenhum comentário:

Arquivo do blog