segunda-feira, 6 de agosto de 2018

EU AVISEI QUE SOU LÉSBICA


Conto de Gustavo do Carmo
Ilustração de Lucas Beça

Foram quarenta anos de espera. Hélio, finalmente, arrumou uma namorada. Nunca havia beijado antes. Em dois meses de namoro, já beijou e transou. Enfim perdeu a virgindade. Para Hailane, Hélio também foi o seu primeiro namorado. Antes dele, já namorou com cinco mulheres. Com uma delas foi casada por cinco anos.

Como amigo, Hélio confortou e apoiou Hailane justamente quando ela terminou o seu casamento. Trabalhavam juntos em uma rádio. Ele redator e ela locutora. Quando a relação ultrapassou as barreiras da amizade, Hailane, também sentindo-se apaixonada pelo colega de trabalho, chamou-o para uma conversa séria a sós e avisou:

— Hélio. Eu percebi que você está apaixonado por mim. Mas não quero te constranger porque eu também estou apaixonada por você. Só que eu sou lésbica. Tenho mais atração por mulheres. Mesmo assim, não quero te dispensar.
— Então podemos assumir o nosso romance?
— Podemos. Mas quero te avisar uma coisa: eu já tive um namorado homem que foi um canalha comigo. Fiquei com tanto trauma que virei lésbica. Portanto, se eu me sentir atraída por outra mulher, ficarei com ela, OK?
— Contrariado, Hélio resignou-se.

Casaram-se. Passaram a lua-de-mel em Genebra. Dois meses depois, Hailane descobriu que estava grávida de um menino, a quem batizou de Harlequin. Depois teve outro menino, chamado Hugo. A família viveu feliz por oito anos. Até que Hélio começou a suspeitar das saídas noturnas da esposa. 

Dos supostos plantões na rádio, na qual ela já não trabalhava mais. Contratou um detetive que lhe deu um dossiê com fotos. Embora ela tivesse lhe avisado, Hélio ficou chocado: Hailane estava saindo com uma senhora de cabelos vermelhos. Ao pagar o detetive para mais uma investigação descobriu que tratava-se da ex-esposa de Hailane: Helena.

Ao questioná-la e pedir o divórcio e também a guarda dos meninos, Hailane vociferou:

— Eu avisei que sou lésbica! Não avisei?

Hélio tinha esquecido. Mas exigiu e conseguiu a guarda dos filhos porque não queria que eles fossem criados por duas mulheres. Romperam a amizade também porque ela era de esquerda e ele de direita, mesmo motivo pelo qual foi demitido da rádio.  



Nenhum comentário:

Arquivo do blog