segunda-feira, 4 de junho de 2018

MICROCONTOS - PAIXÃO

Microcontos de Gustavo do Carmo 



Ofício
Tinha verdadeira paixão pelo seu ofício. Rodava uma bolsa na Lapa esperando por seu cliente.




Atropelamento
Um dia, um caminhão atropelou a Paixão. Sua esposa sobreviveu. Mas, com amnésia, não o reconheceu, A paixão figurada morria, finalmente. 
(Inspirado na canção Grand Hotel, de Paula Toller e George Israel)



Roupas
Vestiu branco da paz para entrar no ano novo. Acabou a noite vestido de vermelho da paixão após cair do oitavo andar.



Escurinho do cinema
Era viciada no escurinho do cinema. Nutriu uma paixão doentia pelo rapaz negro que era o balconista da bomboniére.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog