domingo, 21 de janeiro de 2018

UMA PROSA COM WEVERTON I - MORENA



Diante de mais uma jornada no seu dia, o rapaz estava discreto, porém com os olhos bem abertos, procurando algo que o impressionasse, uma natureza mais que bela. Ainda com seu celular não lá muito moderno, movimentava os dedos ao ler notícias em sua rede social.

Era uma tarde como outra qualquer, cheio de planos e vazio de dinheiro;
cheio de sentimentos e vazio de carícias.
  

Então, o ônibus ao qual estava, adentrou no terminal rodoviário, foi quando dali de dentro, sua tarde ficou graciosa, o sol estava brilhando, num banquinho daquele lugar, havia uma morena, mas não era uma morena qualquer, era uma das mulheres mais belas que ele já tinha visto, não resistindo, aproveitando que seu celular não era lá moderno, tinha uma câmera comum, com um zoom bem discreto, e com aquela câmera deitou seus olhos para aquela mulher, cheia de fartura e como diriam, da cor do pecado.

Ali ficou a bela mulher, o rapaz seguiu seu caminho, pois mesmo encantado, preferiu não descer, pois tinha medo de ser mau entendido pela bela, e também a tarifa do ônibus era muito cara, além disso, alguém poderia avistar uma conversa, o que poderia ser complicado para ele, uma vez que já era comprometido, sendo assim, apenas guardou aquela imagem.

Quando disserem que a beleza é rara de se ver, acreditem!

Aquela bela mulher nunca mais foi vista por ele.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog