segunda-feira, 10 de outubro de 2016

MICROCONTOS - FLORES


Microcontos de Gustavo do Carmo



Flores em você
— Eu vejo flores em você. 
— Obrigada. Fico lisonjeada por estar tão bela. 
— Não. É que você está tão suja, que já nasceu mato e até flores. 
(inspirado na canção Flores em Você, de Edgard Scandurra, do conjunto Ira!)


Nem tudo
Nem tudo são flores. Tem folhas e frutas também.


Flor que se cheire
Não é flor que se cheire, pois não tem nem cheiro.


Flor que se cheire 2
Não é flor que se cheire. Aliás, Flor odeia ser cheirada. 


Ofereceu flores
Alguém lhe ofereceu flores. Não era Impulse. Era um fã desconhecido enfeitando o seu túmulo. 


Amante à moda antiga
Era um amante à moda antiga, mas não mandava flores. Era muito pão-duro. 
(inspirado na canção de Roberto e Erasmo Carlos)


Mar de rosas 
Sua vida era um mar de rosas. Morreu afogado e sufocado pelo forte cheiro das flores. 


Flor da idade
Estava na flor da idade. Da idade da flor murcha. 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog