sábado, 16 de maio de 2015

TUDO NA CABECEIRA - O QUE EU JÁ LI: A NOIVA DESPIDA

TEXTO E FOTO: GUSTAVO DO CARMO


Quando vi o romance A Noiva Despida pela primeira vez na livraria, confesso que me empolguei com o título e imaginei uma história recheada de aventuras eróticas. Mesmo após ler a sinopse e concluir que o sentido da palavra era figurado (despida de pudores e não de roupas), apostei no livro. 

Em relação ao pensamento inicial eu não estava enganado. O livro tem sexo, nudez e fantasias eróticas. É mais um aproveitando o filão de livros do tipo Cinquenta Tons de Cinza, Toda Sua e Stars. Mas a trama não era bem a que eu imaginava. 

Escrito pela australiana radicada em Londres Nikki Gemmel, A Noiva Despida apresenta o relato de casamento de uma mulher desaparecida, cujo corpo nunca foi encontrado. Os manuscritos foram encontrados no notebook da desaparecida pela sua mãe. O livro começa com esta enviando uma carta para uma editora pedindo que publique o livro de sua filha. 




As memórias da protagonista, que pode ser entendida como um alter-ego da própria autora, começam na lua-de-mel em Marraquexe, no Marrocos, com as habituais reclamações de esposa insatisfeita com o marido. Principalmente depois que descobre uma traição dele com a sua então melhor amiga Theo. 

Cole, o marido, é um bem-sucedido restaurador de obras de arte. A pimenta na relação fica por conta do amante Gabriel, que ela conheceu após levar um banho de chuva num café e que frequentava a mesma Biblioteca de Londres onde pesquisava para um livro que pretendia escrever. Ah! E ela também realiza fantasias sexuais com um taxista desconhecido. 

Na descrição dessas realizações sexuais não faltam palavrões referentes aos órgãos sexuais e outras referências escatológicas que às vezes eu passei direto. Os 138 capítulos, alguns curtos, outros longos, são chamados de Lições, que são, na verdade, os títulos de cada capítulo. Um detalhe é que a protagonista se refere a si mesma na segunda pessoa do singular, pois não queria se identificar. Mas essa forma narrativa confundiu um pouco e dificultou, em alguns momentos, a compreensão do texto juntamente com o lirismo. 

Editado no Brasil pela portuguesa Leya e traduzido para a nossa língua por Tânia Ganho, A Noiva Despida não é um livro maçante. Até envolve um pouco, mas também não me deixou nenhuma saudade de sua leitura e nem vontade de reler. 


Avaliação
««

A Noiva Despida
Autora: Nikki Gemmel
Gênero: Romance
Ano de edição: 2012
Formato: 14 x 21 cm
Págs: 352
ISBN:9788580446463

Preços: R$ 29,90 
R$ 8,50 na Saraiva 
R$ 18,90 em e-book no Google Play
 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog