segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

MICROCONTO - PERNAS



Microcontos de Gustavo do Carmo


Dependente
Viveu eternamente dependente do dinheiro do seu pai. Não tinha pernas para caminhar sozinho. Foram amputadas em um acidente que sofreu quando criança. 


De pernas para o ar
Sua vida virou de pernas para o ar. Estava acostumado. Era praticante de bungee-jump



Barata
Borrifou o banheiro inteiro de inseticida. Ficou com pena e compartilhou sua dor com a barata. Morreram juntos e de pernas pro ar.  


Apoio
— Estou contigo e não abro. Minhas pernas.


Passo
Deu um passo maior que as pernas. Era saltador e se deu bem.



Nenhum comentário:

Arquivo do blog