domingo, 22 de maio de 2011

ANALISANDO - MARILYN E JFK



Por Gustavo do Carmo


Lançado na França em 2008, com edição brasileira em 2009, traduzida por Jorge Bastos, Marilyn e JFK, do jornalista François Forestier, é a biografia do conturbado romance entre a polêmica estrela de Hollywood, Marilyn Monroe, e o ex-presidente dos Estados Unidos, John Kennedy. Custa R$ 38,90 no formato médio, de 23 cm de altura por 16 cm de largura e em 214 páginas.


No ano passado, a editora Objetiva lançou a versão de bolso do livro, usando o selo Ponto de Leitura e cobrando R$ 19,90 pelas 302 páginas. O pocket book tem a mesma foto da capa do original, acrescido de uma faixa prateada, que ocupa todo o verso, e é a identidade visual do selo, junto com uma bolinha vermelha e uma poltrona estilizada dentro.


O consumidor que compra um livro de bolso para economizar se sente discriminado. Apesar do custo de seis centavos por página ou 15 páginas para cada real, as fotos são descartadas, a diagramação é muito genérica e com espaços bem concentrados, o que torna a leitura bem cansativa. Tudo para baixar o preço. Pelo menos, na Ponto de Leitura, o resultado é melhor que os livros da BestBolso, da Record. E a editora garante o texto integral.


Ciente das numerosas biografias individuais de Marilyn e JFK, o jornalista francês quis diferenciar e contar a história dos dois juntos. Dividido em duas partes - a primeira intitulada A ascensão de Marilyn, com dez capítulos, e a segunda, A ascensão de Kennedy, com outros sete - o livro começa descrevendo, no Prelúdio, os primeiros instantes após o atentado contra o presidente Kennedy, com fortes detalhes do estado físico da vítima, que chega à beira do escatológico. Quem não tem estômago forte deve ter pulado as páginas ou abandonado.



A partir do primeiro capítulo, propriamente dito, a narrativa melhora, com as histórias do envolvimento de Joe Kennedy, pai de John, com a atriz Glória Swanson, além do primeiro casamento de Marilyn. Nos capítulos seguintes muitas histórias de romance proibido, jogo de poder, intrigas, mentiras, chantagens e escândalos.


Marilyn e JFK também envolve outros personagens, alguns deles bem conhecidos, como Frank Sinatra, Clark Gable, Joe DiMaggio e Arthur Miller. Os dois últimos foram maridos de Marilyn e o primeiro, amigo de John. Já astro de E o Vento Levou... teria morrido por causa do estresse com a indisciplina de Marilyn.


Outros, mais ligados à política, como o diretor do FBI, Edgar Hoover, e o gângster Sam Giancana. Através deste, o autor insinua que a máfia tenha planejado o assassinato de John Kennedy por retaliação à traição de Joe Kennedy, que aliou-se ao grupo criminoso para realizar o sonho obsessivo de ver o segundo filho mais velho presidente dos Estados Unidos. O primeiro, Joe Junior, havia morrido na Segunda Guerra Mundial.


O livro se destaca por encerrar com um capítulo atualizando o destino dos personagens nele citados.



Pontos Fortes


+ Tema


+ Revelações históricas


+ Capítulo com o destino dos personagens





Pontos Fracos


- Falta de fotos


- Espaço entre linhas muito apertado




Avaliação geral: **





SOBRE O LIVRO:




Marilyn e JFK


Autor: François Forestier

Tradutor: Jorge Bastos

Objetiva (selo Ponto de Leitura para a edição de bolso)

2008 (edição original) / 2009 (edição original no Brasil) / 2010 (edição de bolso)
Formato (a x l): 23x16 cm (tamanho médio) / 17 x 12 cm (bolso)
214 páginas (edição comum) / 302 páginas (edição de bolso)
Preço sugerido: R$ 38,90 (comum) / R$ 19,90 (bolso)

Nenhum comentário:

Arquivo do blog