sábado, 12 de março de 2011

MICROCONTOS - MULHERES


Por Gustavo do Carmo


Chantagem
Era uma mulher de dignidade. Preferiu confessar a sua traição conjugal ao marido a cair na chantagem do amante. Foi escurraçada de casa e as fotos da celebridade nua foram divulgadas mesmo assim.


Assédios
Chorou no chuveiro por ter sido molestada pelo seu professor de Filosofia, velho, gordo e careca. Chorou de inveja da desafeta molestada pelo professor de Sociologia: moreno, alto, bonito e sensual.


Mensagens
Depois da noite de amor inesquecível a mulher casada falou para o jovem amante recém-desvirginado:

— Não me procure nunca mais! Eu amo o meu marido!
— Tudo bem.

No dia seguinte, a mulher casada deixou 50 mensagens na secretária eletrônica do jovem.

Aborto
— Não me procure nunca mais! Eu amo o meu marido! — Mas você está grávida de mim. —Estava. Já abortei. — Então, tá. Discutiram a mulher casada e seu amante.

Nua
Quis tocar a campainha do namorado que morava no 603. Assim que a porta abriu tirou o sobretudo que revelou sua nudez. O aposentado tarado do 601 ficou encantado com o corpo da bela mulher cega.

Desejo
— Amor! Tô com desejo de comer joelho. Implora a mulher grávida para o marido. — Não vou sair nessa madrugada. E nem vem com chantagem que é com essa cara mesmo que ele vai nascer.

Chuva
— Está chovendo homem! Aleluia! Gritou a mulher encalhada para a amiga. Não puderam aproveitar porque, além de gays, os para-quedistas estavam em serviço.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog