segunda-feira, 9 de junho de 2008

DICA DA SEGUNDA - MEMÓRIA GLOBO


Em 43 anos de atividade a TV Globo construiu uma história de qualidade e influências sociais, em todos os sentidos, sejam bons ou maus. O poder da emissora é tão grande que quem a elogia está sujeito a severas críticas, gerando desconfianças de que ela está por trás das intenções ou que o elogio é interesseiro. Chega a ser proibido defender a Globo e obrigatório criticá-la.

Estou vivendo este dilema agora. Elogio a Rede Globo pela qualidade técnica de sua imagem, de suas produções, especialmente as novelas (nem todas) e seu jornalismo, incluindo as competentes coberturas esportivas, além da importância que ela obteve dentro da sociedade. Mas a critico pelo nível de alguns programas e pelo privilégio que ela dá aos telespectadores de São Paulo, estado que concentra todas as suas concorrentes, quando deveria ser a porta-voz do telespectador do Rio de Janeiro, onde nasceu.

Mesmo com a forte divulgação que já tem, a Dica da Segunda desta semana é o seu novo projeto na internet: o portal Memória Globo. O site foi produzido para se tornar um banco de dados da história da emissora de televisão fundada em 1965, no Jardim Botânico. Contém verbetes referentes ao perfil dos seus programas, telejornais, atores, apresentadores, jornalistas, grandes coberturas jornalísticas, entre outros. É uma enciclopédia online. Há também vídeos com depoimentos de profissionais da casa (alguns muito piegas) e coberturas jornalísticas, principalmente de casos que se tornaram polêmicos como o da Proconsult (a empresa de computação da apuração dos votos das eleições de 1982 para governador no Rio), as greves da Companhia Siderúrgica Nacional em Volta Redonda, a cobertura das Diretas Já e a edição do debate presidencial de 1989 entre Collor e Lula. Casos mais antigos como o da concessão para as organizações Globo, que teria sido facilitada pelo apoio do grupo à ditadura militar, e a parceria com o grupo norte-americano Time-Life são documentados apenas por reproduções de jornais.

No entanto, por ter estreado apenas no último sábado, muitas páginas ainda não estão prontas, o que se espera que sejam finalizadas rapidamente, pois o portal é muito interessante e terá grande finalidade nas pesquisas históricas. Peca apenas por não ter um índice remissivo de vídeos.

Antes que me critiquem por essa dica quero esclarecer que me disponho a divulgar trabalhos importantes de outras emissoras e pequenos projetos culturais.

www.memoriaglobo.com.br

Nenhum comentário:

Arquivo do blog