segunda-feira, 31 de agosto de 2015


Crônica de Gustavo do Carmo

A expressão que eu ouvi em algum lugar dava um ótimo microconto, conto ou mesmo um post no Twitter. Que poderia cair na boca do povo e ser eternamente lembrado na história da literatura. Eu poderia ficar rico e famoso. “Gustavo, você é um gênio!” Foi só o tempo de dizer mentalmente esta frase e imaginar o sucesso que a ideia rapidamente se perdeu entre tantas no meu cérebro.
1

sábado, 29 de agosto de 2015

TEXTO E FOTOS: GUSTAVO DO CARMO


Desde que começou a trabalhar na editoria de esportes de O Jornal, do grupo Diários Associados, Ronaldo Bôscoli se destacou como jornalista, compositor, produtor musical e um dos criadores da Bossa Nova. Para alguns, Bôscoli é mais lembrado por ter sido namorado das cantoras Nara Leão e Maysa, além de ex-marido de Elis Regina e pai do filho mais velho dela: o músico e empresário João Marcelo Bôscoli. 

0

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Por dudu oliva



0

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

João Paulo Mesquita Simões


Trago-vos hoje o livro filatélico.

Os CTT-Correios de Portugal, já há muito que editam livros sobre variados temas e assuntos do nosso país. São livros bilingues, em Português e Inglês, e conforme o tema, trazem os respetivos selos.

O livro de que vos falo hoje, é sobre o navio "Creola", cujo texto abaixo foi retirado da página dos CTT, bem como a sua imagem.


Construído pela Companhia União Fabril (CUF) para a Parceria Geral de Pescarias em apenas 62 dias de trabalho, o Creoula foi lançado à água no dia 10 de maio de 1937. Seguiu ainda nesse ano para a primeira campanha de pesca do bacalhau nos bancos da Terra Nova da Gronelândia, realizando inúmeras campanhas até 1973.

Economicamente inviável para a pesca, foi adquirido pelo Estado em 1979 e, após alguma indefinição quanto ao seu futuro, a 20 de março de 1987 recebeu a designação de Unidade Auxiliar de Marinha (UAM). Classificado como Navio de Treino de Mar (NTM) e colocado na tutela do Ministério da Defesa Nacional, passou, doravante, a realizar viagens com jovens portugueses, promovidas por instituições públicas e privadas.

Com uma tiragem limitada a 4400 exemplares numerados, este livro bilingue (português e inglês) é da autoria de António Manuel Gonçalves e contém o selo e o bloco NTM Creoula da emissão filatélica Navios Sagres e Creoula, de 2012, com o valor facial €2,55.

Autor: António Manuel Gonçalves
Tradução: José Manuel Godinho
Edição: Clube do Colecionador dos Correios
Design: Atelier Design & etc / Hélder Soares
Formato: 24,5 x 24,5 cm
Nº de páginas: 164 (com o cólofon incluído)
Tiragem: 4400 exemplares Contém o selo e o bloco NRP Sagres da emissão filatélica Navios Sagres e Creoula, de 2012.;
 
0

segunda-feira, 24 de agosto de 2015



Conto de Gustavo do Carmo

Ficaram sem se falar durante dez anos. Não por desencontros do destino, mas por briga mesmo. Por um motivo que Ulisses preferiu esquecer quando se reconciliaram. Cleonice indicou o seu nome à produtora de cinema onde trabalhava. Esta, então, decidiu produzir um curta baseado em um conto dele.
0

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Por dudu oliva




0

segunda-feira, 17 de agosto de 2015



Conto de Gustavo do Carmo 


Lucrécio estava sentado em um quiosque no calçadão de Copacabana. De frente para a praia. Na areia crianças brincavam, um homem falava sozinho, um ambulante pregava o seu “Olha o Mate!” e um casal namorava perto do mar enquanto ouvia a arrebentação forte das ondas. O rapaz solitário assistia a tudo isso.

0

sábado, 15 de agosto de 2015

TEXTO E FOTOS: GUSTAVO DO CARMO E REPRODUÇÃO DO YOU TUBE (FOTO DA AUTORA)


No final de 2013, li no caderno Prosa e Verso, do jornal O Globo, uma matéria sobre o livro Parc' Royal - Um Magazine na Belle Époque Carioca, de Marissa Gorberg, editado pela G. Ermakoff. Já em janeiro do ano seguinte, "me dei" o livro como presente de Natal atrasado. 

O título conta a história do Au Magazin Parc' Royal, uma ampla loja de departamentos administrada pelo imigrante português José Vasco Ramalho Ortigão, filho do escritor José Duarte Ramalho Ortigão, que funcionou no Centro do Rio de Janeiro entre os anos de 1873 e 1943, quando foi destruída por causa de um incêndio. 
0

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Por dudu oliva



0

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Microcontos de Gustavo do Carmo


Historiador
Tinha muito orgulho de viver do passado. Não era museu, mas o historiador pretendia abrir um.


Histórias
Tinha netos, mas não tinha boas histórias para contar. Só fez besteira no passado. 

0

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Por dudu oliva



0

segunda-feira, 3 de agosto de 2015



Conto de Gustavo do Carmo

Desde a barriga da sua mãe, Redson já era um redundante. Além dos redundantes chutes na barriga, dava redundantes alarmes falsos antes do parto. Redundantemente fez seus pais saírem correndo para a maternidade sem de fato nascer. Desde os sete meses de gestação ele fazia seus pais correrem para a maternidade.

Nasceu finalmente no dia 11 de novembro de 1988, com os naturais nove meses de gestação, na décima-primeira contração do dia em que finalmente sua mãe foi ao hospital para fazer o parto. Sua mãe foi internada à meia-noite do dia 11 de novembro de 1988, mas ele só nasceu às onze e cinquenta e cinco do mesmo dia 11 de novembro de 1988, chorando redundantemente.

0

sábado, 1 de agosto de 2015


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTO DA CAPA: DIVULGAÇÃO 


Recentemente, o Supremo Tribunal Federal liberou as biografias não-autorizadas de personalidades brasileiras, causando muita polêmica e discussão. Roberto Carlos e Caetano Veloso são dois artistas que se opuseram, sem sucesso, à liberação. 

No exterior esta prática é mais comum do que se imagina. E o livro Diana - O Último Amor de uma Princesa é uma dessas biografias não-autorizadas. Foi escrito pela ex-repórter da BBC, produtora e diretora inglesa Kate Snell e publicado pela primeira vez na Inglaterra em 2000. Criou muita polêmica em todo mundo, como era de se esperar, mas se tornou um best-seller e foi adaptado para o cinema em 2013 pelo alemão Oliver Hirschbiegel. A princesa Diana de Gales foi interpretada por Naomi Watts. Neste mesmo ano, o livro foi lançado no Brasil pela modesta Prata Editora, traduzido por Frederico Rimoli. 
0

Arquivo do blog