quinta-feira, 4 de abril de 2019

Aristides de Sousa mendes


João  Paulo Mesquita Simões



3 de abril de 1953. Falecia aquele que, com a sua assinatura, salvou milhares de Judeus do Holocausto Nazi.

Aristides de Sousa Mendes, Cônsul de Portugal em Bordéus, emitiu, contra a vontade de Salazar, milhares de vistos ao Judeus para passarem a fronteira para Portugal e daqui para outras paragens. 

Homem abastado, beirão, morreu na miséria, sem roupa para o seu funeral. A sua vestimenta, foi um hábito de um monge Franciscano.

O selo aqui apresentado, faz parte da coleção "Europa Paz e Liberdade" retirado do site "Coisas".



Nenhum comentário:

Arquivo do blog