quinta-feira, 7 de março de 2019

MÁSCARAS


João Paulo Mesquita Simões

Artefactos de cartão, pano, cera, ou plástico, representam a cara ou parte dela, com o intuito de cobrir o rosto para disfarce da pessoa que a usa.


A máscara, de origem pagã, sobreviveu até aos nossos dias como símbolo do sobrenatural, ao cristianismo, fazendo ainda hoje parte da cultura de muitos povos.

Em Portugal, a máscara é utilizada sobretudo nas festas do Entrudo em Lamego, Bragança, e Vale de Ílhavo.


Esta emissão data de 17 de fevereiro de 2005, e é composta por cinco selos.




Nenhum comentário:

Arquivo do blog