segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

RETROSPECTIVA 2018 - MICROCONTOS - PALAVRÕES (+14)

Arte: Revista Super Interessante


Microcontos de Gustavo do Carmo 





Porrada

Encheu a cara. De porrada no seu desafeto.



Porra
— Vê se te enxerga, porra! Depois ficou arrependido de ter dito isso ao seu amigo cego e pediu desculpas.


Desandado
Desandou a falar merda. Depois correu para o banheiro porque estava desandado de verdade.






Oba-oba

Já estava em clima de oba-oba. Acabou ficando com gosto de merda-merda. 


Descarga
Deu descarga. Todas as merdas abstratas que fez na vida transbordaram pela casa inteira.


Midas
Era um Midas ao contrário: tudo em que tocava virava merda. 


Morte
Morreu na merda. Teve um infarto fulminante enquanto defecava no mato. 


Entupida
A merda ficou entupida de tanta gente que recebeu.


Visitas
Cara... se cansou de tanta visita e expulsou a cacetete o monte de gente que foi à sua casa.


Fluidez
Suas ideias fluíam bem. Até ficarem entupidas nas merdas que tinha na cabeça. 


Gibi I
O que fez de merda na vida não estava no gibi, mas no papel higiênico. 


Gibi II
O que fez de merda na vida estava no gibi, sim. Nunca teve dinheiro para comprar papel higiênico e se limpava com revistas velhas de quadrinhos. 


Puta que pariu I
Foi à puta que pariu. O obstetra visitou a prostituta que deu à luz.


Puta que pariu II
Mesmo com o parto difícil a puta recebeu pacientemente todas as visitas que lhe recomendaram.


Ponte que partiu
Foi mandado para a ponte que partiu. O engenheiro civil foi vistoriar a ponte que desabou parcialmente. 


Nenhum comentário:

Arquivo do blog