quinta-feira, 12 de abril de 2018

Centenário da Batalha de La Lys


João Paulo Mesquita Simões


Há cem anos, Portugal travava uma das mais duras batalhas da I Grande Guerra: a Batalha de La Lys.

Para assinalar a efeméride, os CTT - Correios de Portugal, lançam no passado dia nove a público, uma emissão comemorativa constituída por um bloco e um selo.

Refere ainda esta Instituição:

"O selo do bloco filatélico retrata a rotina nas trincheiras em Neuve Chapelle, também em 1917, e, o fundo do bloco, as tropas portuguesas em abrigo, militares junto a um posto de ajuda regimental perto de Neuve Chapelle, em 25 de junho de 1917 e um levantamento cartográfico das zonas ocupadas pelas Tropas da 2.ª Divisão em Ferme du Bois, Neuve Chapelle e Fauquissart, em 9 de abril de 1918".

"Ao pronunciarmos a expressão 'La Lys' evidenciamos respeito e profunda homenagem ao sacrifício de um povo. A coragem e a determinação de uma juventude que, ao serviço das Forças Armadas Portuguesas, se bateu em África e na Europa, num conflito que a História designaria por Grande Guerra. A Batalha de La Lys pode ser considerada como um ex-libris do combatente português do século XX e, por isso, o dia 09 de abril de 1918 ficou para sempre assinalado como Dia do Combatente", enfatizam os CTT.

Minha homenagem a meu Avô paterno, Combatente em França e na Bélgica.


Nenhum comentário:

Arquivo do blog