quinta-feira, 26 de outubro de 2017

50 Anos da Universidade Católica Portuguesa




João Paulo Mesquita Simões






Em 1934 a Companhia de Jesus estabeleceu em Braga o Instituto Beato Miguel de Carvalho para o estudo da Filosofia. Em 1947, o Instituto foi elevado a Faculdade Pontifícia.

Em 1967, o decreto da Santa Sé Lusitanorum nobilissima gens, de 13 de outubro de 1967 instituiu esta faculdade como Faculdade de Filosofia da Universidade Católica Portuguesa. Foi a primeira faculdade da nova universidade que, em 1968, prosseguiu a sua expansão através da Faculdade de Teologia, em Lisboa.


Pelo decreto Humanam Eruditionem, de 1 de outubro de 1971, a Santa Sé procedeu à ereção canónica da Universidade Católica Portuguesa.

Em 5 de dezembro de 1944, o Patriarca de Lisboa, D. Manuel Gonçalves Cerejeira, dirige-se ao Presidente do Conselho, Oliveira Salazar, colocando-lhe diversas hipóteses quanto à instalação do Instituto Católico: O Paço e Cerca de S. Vicente de Fora, o antigo Colégio de Campolide, o local da Quinta do Mineiro ou do Quartel de Artilharia 3.

Na ponderação das diferentes hipóteses, Gonçalves Cerejeira valoriza especialmente dois aspetos: a proximidade da universidade pública, e o financiamento da construção e funcionamento.
Os CTT celebraram os cinquenta anos da Universidade Católica Portuguesa com uma emissão filatélica, no passado dia 13 de outubro.


Nenhum comentário:

Arquivo do blog