quinta-feira, 6 de outubro de 2016

5 de outubro de 2016

João Paulo Mesquita Simões






Celebraram-se ontem os 106 anos da implantação da República em Portugal.

A monarquia estava velha, o povo inculto, e um grupo de homens afetos ao regime republicano, decidiram, a 5 de outubro de 1910, por fim à monarquia.

Os selos em vigor, tinham a efígie do rei D. Manuel II. Ora com o advento da República, havia que mudar os selos que circulavam nas cartas.

Assim, sobre o selo de D. Manuel II, surge a sobrecarga "República" eternizando o regime então em vigor.

Só em fevereiro de 1911, depois de aberto um concurso para um selo da República, apareceu o selo de uma deusa romana, Ceres, para simbolizar a República, com o barrete frígido e o escudo de Portugal ao peito, é considerado um dos mais belos originais de selos, produzidos até hoje. Estava lançado o primeiro selo da República Portuguesa, que, aquando do Centenário, foi novamente reproduzido e que aqui vos mostro.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog