quarta-feira, 3 de agosto de 2016

'Me senti um velho, derrotado...'

                                      MINI-CRÔNICA DE WEVERTON GALEASE


 Me senti um velho, derrotado...
 Foi numa manhã de segunda-feira...
 Pensando o porquê das coisas serem tão difíceis no dia-a-dia, e isto por muitos dias seguidos;
 Até parece recorde olímpico!
 Estava frio lá fora, mas parece que dentro de mim estava mais frio;
 O coração ainda batia normalmente, mas os bilhões de neurônios mostravam-se fora de linha;
 Tudo ficou tão claro só porque liguei a TV em um canal católico;
 O café feito pela cafeteira já descia amargo a partir do segundo gole no copo americano;
 Ainda que aquela programação falasse das mãos ensanguentadas de Jesus, parecia que a minha fé havia pulado a janela;
 Não queria escrever em um caderno o que sentia, pois seria só mais um desabafo;
 Então deixei que Deus escrevesse por mim;
 E foi isso que Ele havia lido na casca de minh'alma;
 Quem sabe eu tire um tempo à tarde e leio a bíblia...
 Sei lá, mas parece que estou no ano 2050, mesmo que seja por alguns minutos;
 Tomara que quando minha esposa retornar do trabalho, me dê um abraço bem quentinho;
 Mesmo que eu já tenha apagado às ruínas.
 Pobre Padre que tenta reanimar-me pela TV;
 Ele diz para eu não reclamar e amar mais.
 Rico Padre que tenta reanimar-me pela TV;
 Ele conseguiu colocar alguns neurônios na linha.

 E os neurônios mandaram-me reler minha mini-crônica 'No Ritmo do Hoje'

Nenhum comentário:

Arquivo do blog