quinta-feira, 17 de março de 2016

Castelos de Portugal - Parte 2 - Castelo de Beja





João Paulo Mesquita Simões


De construção romana, o castelo de Beja foi reconstruído

várias vezes nomeadamente nos reinados de D. Afonso III, D. Dinis e D. Fernando.

     Tinha quatro torres, cinco portas e dois postigos, que ainda existiam no fim do século XVIII, e de que hoje restam alguns trechos muito mutilados.

     No castelo, que é monumento nacional, destaca-se a torre de menagem; foi edificada por D. Dinis em 1310 e possui uma coroa de ameias piramidais. Do seu ponto mais alto goza-se panorama extraordinariamente belo, perdendo-se a vista pela charneca infinda que rodeia a cidade.

     Beja, cidade, sede de concelho rural, da província do Baixo Alentejo, compreende quatro freguesias: Salvador, Feira, S. João e Santiago Maior. É também sede de bispado e a sua fundação atribui-se aos Celtas, 400 anos a.C., embora tivessem sido os Romanos quem mais tempo ocupou esta cidade.

(Baseado na Enciclopédia Portuguesa Brasileira de Cultura, vol. 4)

     Neste 1º grupo ao qual pertence este castelo, os C.T.T. quiseram destacar este primeiro selo, a sua tiragem foi de 1 000 000 de selos, tendo sido desenhado por José Luís Tinoco e J. Bérnard Guedes. Circularam desde 18 de Fevereiro de 1986 até 31 de Dezembro de 1992.

O papel é esmalte “F” e denteado 12 x 121/2.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog