quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

COMO INICIAR UMA COLEÇÃO TEMÁTICA

João Paulo Mesquita Simões

Para iniciar uma coleção temática, temos de comprar ou trocar emissões completas de selos sobre o tema que estamos a abordar.

Mostrei-vos aqui a minha temática de faróis. Para conseguir construir essa temática, adquiri em primeiro lugar, todos os selos de emissões completas de Portugal. Depois, e com o passar do tempo, fui adquirindo selos do mesmo tema em trocas no Facebook, em lojas filatélicas e em trocas com amigos.



Devo dizer-vos que o Facebook é um excelente veículo de comunicação para - neste caso - Filatelistas.

Através dele, tenho adquirido imensos selos para as minhas temáticas que vou completando com os selos recebidos dos vários países.

Após ter uma pequena quantia de selos de um tema, há que tratá-los. Esse tratamento faz-se da seguinte maneira:

Em folhas próprias para selos que se podem adquirir nas casas filatélicas, elaboramos um esquema de página. Um título para a temática, o nome do país, o ano da emissão que estamos a tratar e o nome dessa emissão.

Para embelezar um pouco mais as nossas folhas, e sobretudo aqueles filatelistas que têm jeito para o desenho, podem compor com lápis de cor, tinta da china e outras técnicas, desenhos alusivos à temática.

Agora se forem como eu, com pouco jeito para as Artes Plásticas, não o faço. Recorro à digitalização de imagens alusivas ao tema, e coloco em marca de água, ou faço um outro arranjo qualquer que seja sugestivo.

Seguidamente e dentro de umas tiras próprias para selos, as chamadas tiras Hawid, coloco a emissão que estou a tratar que depois é colada à folha filatélica.

Espero que com esta pequena explicação tenham ficado com uma ideia de como se colecionam selos temáticos.

Deixo-vos aqui uma imagem da minha temática do 175º Aniversário do Penny-black, o primeiro selo do mundo.

Uma pequena curiosidade. Estas folhas que uso para esta temática, são maiores do que as vulgares folhas A4. Por isso tive de adaptar. Essa adaptação foi por colagem.

Numa folha beije, coloquei o título da coleção e o texto. Recortei, e colei na folha filatélica.

O resultado é o que está à vista. Uma folha bonita, equilibrada e com o primeiro selo do mundo.


Nenhum comentário:

Arquivo do blog