segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

SAUDOSOS FLASHBACKS

Foto: Genebra - Por Gustavo do Carmo


Conto de Gustavo do Carmo

Já esteve nos mais ricos países do mundo: Suiça, Suécia, Japão, Alemanha, França. Estados Unidos, Espanha, Itália, Austrália...  Conheceu diversas cidades: Genebra, Zurique, Estocolmo, Tóquio, Munique, Berlim, Monte Carlo, Miami, Melbourne, Nova York... Já viajou de avião, trem-bala, navio, iate e veleiro.

Aliás, escolheu Genebra como a sua cidade favorita. Morre de saudades de lá. Ruas limpas, trânsito organizado, meios de transporte eficientes e gente bonita na rua. Achou Berlim um pouco suja. Viena fedia a fezes dos cavalos que moviam as charretes turísticas. Londres estava muito cheia e desorganizada em comparação com a penúltima vez que esteve lá.
Almoçou e jantou nos mais badalados restaurantes do mundo. Comeu a genuína pizza napolitana em Nápoles, o autêntico hambúrguer alemão em Hamburgo, churrasco gaúcho em Buenos Aires e o salsichão tipicamente alemão em Viena, na Áustria. Só gostava de massas e carnes e, por isso, alguns pratos típicos nacionais ele comeu em países diferentes, como ravioli em Paris, macarronada em Genebra, crepes em Praga, cachorro-quente em Tóquio. Só em Londres teve a oportunidade de matar as saudades da comida brasileira, comendo arroz e feijão e coxinha de galinha com guaraná.

Dirigiu os mais velozes e luxuosos carros do mundo: Ferraris, Lamborghinis, Jaguares, Rolls Royces, Bentleys... Vestiu diversas grifes: Armani, Gucci, Yves Saint Laurent, Ralph Lauren... Visitou os mais importantes museus. Foi sempre um dos primeiros a usar os modernos gadgets tecnológicos, como smartphones, notebooks e tablets.

Levou as mulheres mais bonitas para cama. Das quais ele gostou mais? Das suíças, claro! As inglesas também eram bem excitantes, com seus seios fartos. Decepcionou-se com as francesas e espanholas. Achou-as muito frígidas.

No Brasil namorou modelos, cantoras e atrizes. No auge e também as decadentes. Casou-se e teve uma filha com uma jornalista. Ela foi transferida para São Paulo, se separou dele e ficou com a menina.

Tudo isso parecia um sonho, mas aconteceu. Só que agora são saudosos flashbacks de um tempo em que Fernando trabalhava como diretor de uma empreiteira e podia ter o mundo aos seus pés. Foi preso por corrupção, mas ganhou habeas-corpus ao fazer uma delação premiada. A perda de todos os seus bens e as portas fechadas no mercado de trabalho fizeram com que ele voltasse a morar com os pais no subúrbio do Rio. Esses saudosos flashbacks surgiram enquanto ele estendia as roupas da casa no varal para a sua mãe.  

Nenhum comentário:

Arquivo do blog