domingo, 29 de novembro de 2015

EDITORIAL - TUDO CULTURAL 10 ANOS


Por Gustavo do Carmo


Desculpem-me o clichê, mas uma década passou voando. Em 2005, decidi criar um blog com um tema diferente dos automóveis, dos quais falava desde 2001 e que não estavam me dando retorno. Afinal, eu não dirijo. 

Estava cursando pós-graduação em Gestão de Cultura na Universidade Estácio de Sá e, por isso, escolhi a área cultural. O provedor não era o atual Blogger, que eu ainda não conhecia na época. Mas o Blog-se, do Comunique-se, que foi extinto recentemente. 

O primeiro Tudo Cultural até já foi tirado do ar. Estava com o layout de 2007, logotipo azul, criado por mim e instalado com toda dificuldade, pois o antigo servidor não oferecia recursos tão fáceis de edição de template de página. Era preciso mexer no código HTML e qualquer erro, a página ficava toda "bugada". Mudei porque acabou o espaço para inserir fotos.

Mas eu lembro que o primeiro template era padrão, apenas com as opções que eles davam. No dia 29 de novembro de 2005 fiz uma postagem-teste, com o anúncio da criação do blog, e depois uma resenha de As Cinco Pessoas que Você Encontra no Céu, de Mitch Albom, que eu aproveitei de um trabalho da pós. 

Aliás, a intenção era que os meus ex-colegas da pós participassem, mas só uma se interessou no início e postou a resenha de Memórias de Minhas Putas Tristes, de Gabriel García Marquez, também aproveitando um trabalho da mesma disciplina. 

Dias depois, eu lembro que eu cheguei a falar de uma exposição sobre Nise da Silveira, de um show de Marisa Monte, que depois foi cancelado, do Trem do Samba (era dia do mais tradicional ritmo musical brasileiro) e do aniversário da Rádio Globo. Aí vieram as decepções, o abatimento e deixei o blog um pouco de lado. Continuei com o Guscar, então um fotolog. 

Em 2006, perdi o medo (de plágio) de postar meus contos e abri espaço para textos literários. Publiquei histórias como Indecisos e Os Seios da Minha Namorada. No final do ano, escrevi alguns contos de Natal como Uma Ajuda para Papai Noel, Decoração de Natal. Começava uma tradição que mantenho até hoje: postar contos temáticos, quando eu também publicava textos de Ano Novo. Acho que Uma Companhia para o Ano Novo foi o primeiro conto para esta data. 

Meses antes, um jovem carioca sempre comentava no blog. Seu nome: dudu oliva. Decidi convidá-lo a escrever e ele se tornou o primeiro colaborador do Tudo Cultural. Tive o prazer de conhecê-lo pessoalmente ao fazer uma oficina literária na Cândido Mendes da Tijuca que ele mesmo divulgou. E ele era um dos meus colegas. Também na turma estava Érika dos Anjos, a primeira colaboradora mulher do Tudo Cultural. 

Em uma outra oficina me indicaram o site Oficina dos Roteiristas (não me lembro bem o nome, pois estou ficando velho e com memória fraca). Era um fórum. E nele conheci um senhor chamado Miguel Angel Fernandez, um argentino radicado em São Paulo. Ele começou a manter um contato frequente comigo e o convidei para também fazer parte do Tudo Cultural. Neste grupo eu também conheci o Ed Santos, um rapaz de Ferraz de Vasconcellos (São Paulo) que publicava belas crônicas aos domingos. Infelizmente, a Érika e estes dois não fazem mais parte da equipe de colaboradores do blog. Mas as portas estão sempre abertas para eles. 

O Miguel me apresentou um filatelista português e abri espaço para a coleção de selos. O novo colunista do Tudo Cultural se chamava João Paulo Simões, que está com a gente até hoje. Ed e João só entraram quando o blog já estava hospedado no Blogspot, em fevereiro de 2008. 

Antes disso, ainda no Blog-se eu também já escrevia resenhas sobre comerciais. Também sou formado em publicidade. Posteriormente, fiz algumas entrevistas (por e-mail, óbvio). O mais famoso que respondeu foi o cineasta Carlos Gerbase. Por causa da minha dificuldade de acompanhar o ritmo frenético das notícias, o Tudo Cultural passou a ser exclusivamente um blog literário.  

Hemerson Miranda, Rogerleo Livodroc e Weverton Galease também passaram pelo Tudo Cultural. O Hemerson até se despediu oficialmente. O Rogerleo ainda é considerado colaborador. Já o Weverton, que estava elevando as visitas do Tudo Cultural, desapareceu repentinamente, com apenas quatro meses de colaboração. Felizmente, o localizei e ele disse que estava trabalhando, muito ocupado. Aguardo a sua volta. 

Além do Dudu Oliva e do João Paulo Simões, atualmente fazem parte da equipe Tudo Cultural, o cearense Narcélio Lima (que também assina o novo logotipo do Tudo Cultural), com os seus poemas fotografados, que eu chamo de poemas 3D, e a paulista Aninha Suely, a caçula da equipe de São Bernardo do Campo e sexta mulher a ser colaboradora do Tudo Cultural. Com o seu lema #Vamospoetizaromundo, ela assumiu os domingos do blog.

Hoje, tenho um roteiro mensal de postagens. Na primeira semana do mês, posto um conto inédito. Na segunda, uma coletânea dos microcontos que eu postei no Twitter (onde eu conheci vários colaboradores, como o Narcélio, o Weverton, o Hemerson, o Rogerleo e a Aninha) e os que também não couberam na rede social dos 140 caracteres. Na terceira, uma reprise do acervo e no quarta, ultimamente, crônicas. Mas pretendo ocupar esse espaço com resenhas publicitárias e/ou entrevistas. Nos meses de cinco semanas, posto um conto da série Tarde Demais, que já foi publicado no blog Literário, do Pedro Bondaczuk. Aliás, foi com este simpático gaúcho residente em Campinas e torcedor da Ponte Preta que eu aprendi a organizar os colaboradores a cada dia da semana. As resenhas literárias eu publico esporadicamente aos sábados. 

Para os próximos dez anos eu desejo continuar com os atuais colaboradores, trazer (se possível) mais gente para o time, resgatar os que deixaram a equipe e retomar a amizade com alguns com quem briguei. Ah, claro. Desejo que o Tudo Cultural tenha mais acessos diários. Atualmente com 100 de média, mas já teve 400 e chegou a mil na época do Weverton. E que ele seja tão famoso quanto as revistas Cult e Benfazeja da vida. Sem que eu precise mudar o meu estilo. 

Agradeço aos atuais e antigos colaboradores e a você, leitor, inclusive de fora do Brasil, principalmente Portugal e Estados Unidos, pela confiança depositada nesses dez anos.   


Nenhum comentário:

Arquivo do blog