quinta-feira, 7 de maio de 2015

Lince ibérico

João Paulo Mesquita Simões


Foi no Parque Natural do Vale do Guadiana, em Mértola, que Portugal se estreou na reintrodução do lince
ibérico, num programa dedicado a um dos felinos mais ameaçados de extinção do mundo. Os linces foram soltos num terreno com cerca de 1,5 hectares onde é testada a sua adaptação. Apenas depois desse teste se concretiza a libertação efetiva.
O macho Katmandu e a fêmea Jacarandá ficaram para a história como os linces do cercado de solta branda preparado em Mértola e agora vão ser relembrados numa emissão filatélica composta por quatro selos e um bloco: um selo com valor facial de 0,45€ e uma tiragem de 155 000 exemplares; outro com valor facial de 0,55€ e tiragem de 120 000 exemplares; um selo com valor facial de 0,72€ e tiragem de 145 000 exemp
lares; um selo com uma tiragem de 115 000 exemplares e um
valor facial de 0,80€; e um bloco com um selo com valor de 2,00€ e uma tiragem de 40 000 exemplares.
As obliterações de primeiro dia serão feitas nas lojas dos Restauradores em Lisboa, Munícipio no Porto, Zarco no Funchal e Antero de Quental em Ponta Delgada.

In:  http://imagensdemarca.sapo.pt/atualidade/ctt-lancam-selos-sobre-a-reintroducao-do-lince-iberico/


Nenhum comentário:

Arquivo do blog