segunda-feira, 13 de abril de 2015

MICROCONTOS - CONCURSO



Microcontos de Gustavo do Carmo


Limbo
O pai o obrigou a estudar para um concurso público. Sem saída, suicidou-se. Foi parar no limbo e precisou fazer uma prova para subir ao céu.  


Testamento
Para a sua filha mais velha deixou, em testamento, todos os seus bens. Para o filho caçula deixou uma Folha Dirigida com uma lista de concursos abertos na véspera de sua morte. 


Cauby
— Cantei! Cantei! Cantei! Cantei como o Cauby Peixoto. Não ganhei o concurso de calouros. 


Pavão
Enfeitou o pavão. Ganhou o concurso de beleza animal. 


Vontade
Fez concurso público por livre e espontânea vontade. Do seu pai. 


Feias
— As feias que me perdoem, mas beleza é fundamental. Então, estão desclassificadas do concurso de beleza.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog