quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Instituto Geofísico da Universidade de Coimbra

João Paulo Mesquita Simões


O Instituto Geofísico da Universidade de Coimbra
Aí se recolhem e tratam dados de meteorologia (1864), magnetismo (1866 – desde inícios do séc. XX que é o único observatório português), sismologia (1891 – primeira estação sísmica portuguesa) e  ciência planetária (2002 – primeiro laboratório português reconhecido pela Agência Espacial Europeia para o estudo de Marte).

Os CTT homenageiam esta importante entidade científica  na próxima 6ª feira, dia 3 de outubro, com uma emissão de selos e 1 bloco.

Os selos, com valor facial de €0,42 (correio nacional normal); €0,62 (correio normal para Espanha); €0,72 (correio normal para a Europa) e €0,80 (correio normal internacional – resto do mundo), constituem o habitual número de selos nas emissões dos CTT dos últimos anos. Já o bloco apresenta um valor facial de €2,80 correspondendo a um registo nacional pessoal até 20g.

O selo de €0,42 apresenta uma foto da falha geológica de Santo André, na Califórnia (EUA), uma das mais famosas e devastadoras falhas terrestres. Já o selo de €0,62 apresenta uma Aurora boreal na Islândia, fenómeno ótico e magnético do Pólo Norte de grande impacto visual; o selo de €0,72 mostra o famoso Furacão Elena visto do espaço, numa foto tirada no Space Shuttle Discovery. Por fim, o selo de €0,80 exibe alguns planetas do sistema solar. Já o bloco mostra um postal do século XIX do Observatório Meteorológico da Universidade de Coimbra, de edição da Sociedade de Propaganda de Portugal. O design desta emissão é da responsabilidade de Helder Soares do Atelier Design&etc.

Haverá um carimbo de 1º dia disponível na estação de Santa Cruz.
(IGUC) foi criado em 1864 e, desde então, tem sido sempre o mais completo centro português de monitorização ambiental.

In: http://sfaac-filatelia.blogspot.pt/2014/10/emissao-dos-150-anos-do-instituto.html 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog