segunda-feira, 23 de junho de 2014

TARDE DEMAIS 20 - PELADA

Foto: Carlo Wrede / Agência O Dia

Conto de Gustavo do Carmo

Era a primeira vez que participava de uma pelada. Pra valer e como titular. Quando menino, nas aulas de educação física do colégio, contrariado, Arthur entrava em quadra e não sabia o que fazer.

Queria ser goleiro, mas era escalado sempre na linha, em qualquer posição que fosse, pois não sabia o que fazia um atacante e nem um zagueiro. Aí chutava furado, agarrava a bola dentro da área e ficava andando na quadra do colégio como uma barata tonta. Sofria bullying e ouvia risos.

Já estava formado em jornalismo e trabalhava em uma revista de fofocas quando foi convidado por colegas para participar de uma pelada. Arthur tentou fugir, ainda tinha trauma das vergonhas que passava na escola. Mas já estava sendo chamado de bobo e antissocial na redação, onde fazia um brilhante trabalho como repórter. Outro medo que ainda tinha era o de quebrar a perna, ficar de molho em casa, perder chances de promoção e até o próprio emprego. 

Mesmo morrendo de medo da contusão aceitou o convite, quase intimação, do chefe de reportagem da revista. Comprou uma chuteira e joelheira. O uniforme, com camisa vermelha e calção amarelo, era cedido pela própria revista, que tinha um time de peladas no Aterro do Flamengo.

Arthur foi escalado no meio de campo. Já não tinha mais o físico dos seus vinte e cinco anos. Já ostentava uma indiscreta barriga, que não era tão grande assim. Apesar de fora de forma, o jornalista de fofocas antissocial e caxias arrebentou. Jogou a partida inteira, fez cinco gols, sendo dois de dribles, dois de fora de área e um de pênalti. Também deu passe para os outros três. O time da sua revista ganhou por 8 a 5.

Foi imediatamente procurado por um olheiro do Botafogo. O enviado do clube alvinegro queria contratar Arthur já para o time principal. Mas não podia. Arthur tinha 37 anos, idade em que os jogadores geralmente se aposentam. Seu talento foi descoberto tarde demais.

Arthur Caxias, como ficou conhecido, foi contratado pelo time de Masters do Botafogo, onde jogou apenas uma partida. Um sopro no coração, descoberto tarde demais, encerrou precocemente a sua carreira tardia no futebol.



Nenhum comentário:

Arquivo do blog