sábado, 5 de maio de 2012

NOTA DE FALECIMENTO

Por Gustavo do Carmo


É com imenso prazer e enorme satisfação que a Modern Tech vem comunicar o falecimento do nosso desprezível funcionário Henrique Drähm.

Ele nos deixou (graças a Deus) na última quarta-feira, ao se jogar do oitavo andar de sua residência, que aliás, pertencia à nossa empresa. Tinha trinta e cinco anos de vida e dez de razoáveis serviços prestados ao nosso grupo, líder de mercado na América Latina no segmento de automação comercial.

Henrique não nos fará nenhuma falta. Era uma pessoa chata, arrogante, antissocial e preconceituosa contra os funcionários de níveis inferiores e também de raças e credos diferentes.

Este ser manipulava a sua família e os seus colegas de trabalho, criando intrigas, pressão e discórdias entre os mesmos. Sempre se fazia de vítima quando repreendido e não era atendido em suas solicitações. Chegava ao ponto de chantagear membros do setor de relações públicas e, inclusive, da diretoria. Motivo pelo qual, aliás, nunca podemos demiti-lo.

Pessoas que conviveram com Henrique dizem que ele contava piadas sem graça, histórias bobas, não sabia dar nenhuma informação (enrolava mais do que ajudava), assediava as mulheres da empresa, não tomava banho e fedia, além de não comparecer às festas de confraternização e se recusar a ajudar nas campanhas sociais da Modern Tech, como as visitas às comunidades carentes.

Na quarta-feira, Henrique chegou até bem humorado ao seu trabalho. Ria sozinho porque ninguém ria das piadas dele. Mas alterou-se quando viu Anastácia, gerente do setor de Novas Tecnologias, já em conjunção carnal com Severino, técnico-chefe da empresa. Aos berros, ele xingou o casal, acusando Anastácia de adultério e Severino de crente do rabo quente.

Logo deixou a empresa e retornou ao apartamento da ModernTech, na Barra da Tijuca, onde morava de favor, e se jogou do oitavo andar, às quatorze horas e vinte e três minutos, conforme marcava o relógio da cabeceira, flagrado na câmera de segurança do apartamento. Henrique teve morte instantânea e deixa, aliviados, ex-mulher e dois filhos, que já estão apegados ao padrasto, além de todos os funcionários de nossa empresa que conviviam com ele.

Se alguém se interessar em organizar uma missa pela sua alma, favor entrar em contato com o setor de Recursos Humanos. Amanhã completam-se sete dias do falecimento de Henrique e, até o momento, nenhuma missa foi marcada em sua homenagem.



Luciana Andrade Arruda
Coordernadora de Relações Públicas - RJ
Modern Tech

Nenhum comentário:

Arquivo do blog