sábado, 12 de maio de 2012

MICROCONTOS - MÃES

De Gustavo do Carmo



William
—William! Desliga já esse computador! — Ah! Deixa eu ficar tuitando só mais um pouquinho? — Não! Amanhã você precisa acordar cedo para levar as crianças à escola e se reunir com a gente para discutir a pauta do telejornal.


Porta
Depois de atender a porta, o rapaz volta desanimado para o quarto. Sua mãe lhe pergunta: — Foi a felicidade quem tocou a campainha, filho? — Não. Foi o oficial de justiça me notificando do processo que eu vou levar por criticar uma pessoa.




Bilhete
Encontrou um bilhete de sua mãe: Filho, fui embora com a sua esposa. Ela me trata como mãe melhor do que você.


Coração
O coração daquela mãe sempre cabia mais um. Um dia não coube uma coxinha de galinha.


Açúcar
— Mamãe passou açúcar em mim. Fiquei diabético.


Açúcar 2
— Mamãe passou açúcar em mim. Agora não paro de ser perseguido por abelhas. Pior que ela não sabe que eu sou alérgico.


Casa da Mãe Joana
Joana era mãe, mas na sua casa não deixava entrar ninguém. Expulsava à bala. 


 

O Tudo Cultural deseja às leitoras que são mães e às mães dos leitores um Feliz Dia das Mães.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog