quinta-feira, 15 de março de 2012

Tornar a Filatelia Ciência em Portugal

João Paulo Mesquita Simões

A Filatelia é, a meu ver, um meio de comunicação e de informação.

Comunicação, porque o selo é colocado na carta e segue o seu destino.

Informação, porque a imagem que nos transmite, é História, é Cultura.


Por este ponto de vista, a Filatelia não será só um hobbie. É também Ciência, pois depende de outras ciências como a História, a Arquivística, a Biblioteconomia.

Como estudo aqui em Portugal Ciência da Informação, um qualquer documento é sempre catalogado e classificado. O selo também o é, ou deveria ser.

Quando os colecionadores colocam as suas espécies filatélicas em álbuns, estão a proceder à sua classificação.

Se uma Biblioteca, um Arquivo, ou um centro de Documentação tiverem nos seus espólios uma coleção de selos, terá, lógicamente, que ser catalogada e classificada.

No Brasil, a Filatelia é já considerada Ciência.

Em Portugal e noutros países ainda não.

Contudo, pretendo, a partir deste raciocínio, fazer da Filatelia Ciência no meu país, pois tem todas as condições reunidas.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog