quarta-feira, 31 de agosto de 2011

QUARTA POÉTICA:



Lembrarei de teus olhos.

Eu gosto tanto de ti.
Não me reconheça por isso.
Eu sinto que já estiveste aqui.
Não me esqueça de uma vez.
Eu gosto de estar ao teu lado.
Não me conheça totalmente.
Eu me sinto bem perto de ti.
Não me esqueça para sempre.

Eu gosto tanto de ti.
Deixe nossos olhos se encontrarem.
Eu gosto tanto de tua companhia.
Permita que eu veja teu rosto.
Eu sinto contigo tanta alegria.
Nunca me deixe absorto.
Eu gosto tanto do teu cabelo.
Deixe-me tocá-lo de vez em quando.

Eu gosto tanto de ti.
Não sei porque gosto tanto.
Não me diga o porquê.
Fiquemos assim, silenciosos
de olhos nos olhos.
Não me deixe falar.
Fale para que eu a ouça.
Eu gosto tanto da tua voz.

Eu gosto tanto de ti.
Não fique longe.
Eu gosto tanto do teu rosto.
Permita que eu seja carinhoso.
Eu gosto tanto de teu carinho.
Deixe-me ver teus braços encostados.
Eu gosto tanto do teu andar.
Não se esqueça que eu gosto.

Eu gosto tanto de ti.
Eu admiro tanto
tua capacidade
de fazer-me sorrir.
Eu gosto tanto de ouvir-te.
Eu admiro tanto
tua simplicidade
de estar perto de mim.

Eu gosto tanto de ti.
Reconheça-me ao encontrar-me.
Finja que eu já estive aí.
Não me esqueça quando eu sair.
Eu gosto tanto de estar contigo.
Conheça-me gradativamente.
Eu me sinto bem ao teu lado.
Não me esqueça para sempre.
                                                         
                                                             Rogerleo.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog