sábado, 11 de setembro de 2010

TARDE DEMAIS 11



Por Gustavo do Carmo
Recebeu o telefonema do Disk Transplante. A vez daquele paciente receber um novo rim finalmente chegou. O órgão estava pronto para ser embarcado de Maceió para o Rio de Janeiro e ser transplantado.

Não havia motivo para comemoração. O paciente que sofria há quinze anos na hemodiálise morreu há um mês. Na fila. Não do transplante, mas do banco, onde tentava levar uma vida normal.

2 comentários:

Ministério disse...

Olá blogueiro,
Quer ser doador de órgãos, mas não sabe o que é preciso fazer para garantir que a sua vontade seja respeitada? O que diz a Lei brasileira de transplante atualmente? Saiba isso e muito mais fazendo as suas perguntas diretamente para o Ministério da Saúde, através do http://www.formspring.me/minsaude.
Participe e divulgue!
Ministério da Saúde

Joao Paulo Mesquita Simoes disse...

Com poucas palavras, demonstrou aqui o que se passa em quase todo o Mundo. não se morre da doença, mas morre-se da cura...

abraços!

Arquivo do blog