segunda-feira, 16 de março de 2009

DICA DA SEGUNDA - SKOOB

Por Gustavo do Carmo Fonte: Jornal do Brasil



A dica desta segunda é uma comunidade virtual. Mas não é uma comunidade para emburrecer e nem fuxicar a vida pessoal e amorosa dos outros. Pelo contrário. É uma rede de relacionamento para compartilhar as preferências literárias.



O Skoob (books ao contrário) foi criado pelo programador e analista de internet Lindenberg Moreira, de 32 anos, em parceria com mais três amigos. Sim, o Skoob é brasileiro e, melhor, é carioca. Lindenberg trabalha em uma universidade de Realengo. Tem tudo para repetir o sucesso das mais famosas redes sociais como Orkut, Facebook, My Space, só que com muito mais inteligência. Claro que muita gente vai avaliar a cultura alheia pelos livros e resenhas. Mas a intenção é discutir sobre as obras.



A nova comunidade literária funciona da seguinte forma: o usuário se cadastra e depois vai adicionando os livros a uma estante virtual, separando se já leu, está lendo, vai ler, está relendo, abandonou, emprestou, tem interesse em trocar, emprestar, comprar ou mesmo se declarar fã. O leitor também pode dar notas (de uma a cinco estrelas), justificá-las e escrever resenhas. Outro recurso interessante é o Paginômetro, que soma todas as páginas que você já leu, está lendo ou já abandonou (elas são pedidas na hora do cadastro do título e é possível indicar a quantidade lida).



O cadastro pessoal no Skoob é fácil. Mas a montagem do perfil é trabalhosa. Adicionar os livros, entretanto, não é difícil, pois grande parte já foi cadastrada por outras pessoas e basta procurá-los na ferramenta de busca. Só é preciso se acostumar com o mecanismo do site para localizar os recursos de avaliação (marcar estrelas e fazer breves comentários) e resenhas, pois há uma certa complicação para os estreantes. Eu mesmo ainda não consegui marcar os meus favoritos e os que eu quero comprar, por exemplo. Alguns precisam ser incluídos pelo próprio leitor. Recomendo construir o perfil aos poucos. Ah! E como toda rede social, que o Skoob não deixa de ser, é possível adicionar amigos e escrever recados. Para isso o portal disponibiliza busca de usuários também.



O Skoob foi ao ar pela primeira vez em dezembro do ano passado e começou com 300 cadastrados. Hoje já são cerca de 15 mil. Eu já havia acessado a comunidade, sem "associar o seu nome à pessoa", depois de ver o link no blog da professora de um amigo. Ontem o site foi matéria de capa e destaque no caderno Ideias & Livros do Jornal do Brasil. Eu já fiz o meu cadastro e o meu perfil. A minha estante ilustra esta dica.



http://www.skoob.com.br

Nenhum comentário:

Arquivo do blog