quinta-feira, 12 de março de 2009

Ceres. Emissão de Londres


Por João PauloSimões



Como já referi num artigo anterior, as guerras têm grande impacto na Filatelia.

Em relação ao tema de hoje, as emissões de Ceres, devido à I Guerra Mundial, eram imperfeitos, de má qualidade, por parte da Casa da Moeda. A má qualidade do papel e das tintas, contribuíam para falsificações dos selos bem como o desgaste das máquinas que não eram arranjadas por razões económicas. Foi então estudado um novo tipo de selo base (Lusíadas) mais trabalhado, sendo mais demorada a sua execução, tendo sida mandada fazer no estrangeiro.

Foi escolhida a firma Thomas de La Rue & C.ª Ltd. de Londres, que entregou esta ao desenhador e gravador Eugénio Carlo Alberto Meronti, com o objectivo de trabalhar e transformar o anterior desenho de Constantino Fernandes, de modo a que desenho e gravura melhor se pudessem adaptar à litografia. O papel utilizado é pontinhado em losangos, sendo os selos tipografados em folhas de 100 selos com denteado 13,5x14, em cores nítidas mas com diferenças de tonalidade entre as 13 tiragens a que tiveram de recorrer, por não autorizar o Ministério das Finanças, uma encomenda do valor considerado necessário devido a dificuldades financeiras. Foram emitidos 8.245.000 selos de $02 chocolate, 8.125.000 selos de $03 azul, 21.055.000 selos $04 amarelo laranja, 20.195.000selos de $05 sépia, 4.500.000 selos de $06 castanho claro, 23.000.000 selos de $10 carmim, 27.400.000 selos de $15 preto, 3.200.000 selos de $16 ultramar, 15.750.000 selos de $25 cinzento, 1.920.000 selosde $32 verde escuro, 111.200.000 selos de $40 verde esmeralda, 1.170.000 selos de $48 rosa escuro.


(baseado em Livros Electrónicos de Carlos Kulberg)


Nota-se na imagem do selo, um trabalho mais perfeito, com desenho e serrilhas muito mais certas e cores mais vivas. Todo o selo é homogéneo, completamente diferente das anteriores séries de Ceres já aqui tratadas.

Um comentário:

Angela disse...

As guerras tiveram e tem impacto sobre toda a economia do mundo, e Ceres é a Deusa da Terra e da agricultura, desenhada neste selo. Talvez o autor pudesse se referir ao selo " denominado Ceres" ( se assim for) ou "selo com a efígie da Deusa Ceres".

Arquivo do blog