domingo, 19 de outubro de 2008

SUA CAMISETA VIROU PIJAMA?

Por Ed Santos


O consumo é uma merda, e a diferença do consumista rico para o consumista pobre é pior ainda. O rico gasta os tubos numa camisa de algodão puro da Armani, enquanto o pobre, morador da periferia, compra uma camiseta e parcela o pagamento numa daquelas promoções em 5 vezes sem juros, depois usa a bendita até ela virar pijama, assim como as de campanha política, distribuídas na época das eleições. Ou vai me dizer que nunca usou uma dessas pra dormir?


Dia desses assisti na internet o filme A História das Coisas. Nele, o assunto principal é o consumo, e quanto ele faz mal à humanidade.


As empresas até recentemente não se preocupavam com o que acontecia com um produto após o término da sua vida útil. Ainda bem que hoje as coisas começaram a melhorar e estão ficando diferentes. O filme mostra toda a cadeia produtiva em detalhes e traz à luz dos olhos os impactos causados pelo consumo desenfreado. Resumindo, o filme mostra que para produzir, uma empresa retira a matéria-prima da natureza, transforma-a em material, prepara-o, e transforma exatamente como ela quer. Exemplo? Basta abrir uma porta. A madeira é trabalhada nos detalhes após ter sido retirada de uma árvore, que por sua vez, foi retirada por uma madeireira que cometeu desmatamento ilegal no norte do país, e finalmente protege uma família em seu lar. Depois, quando esta família resolve reformar a casa, simplesmente troca a porta por uma modelo mais atual, moderno, mas que passa pelo mesmo processo de transformação da velha porta que depois de trocada corre o risco de amargar seu fim trágico numa fogueira de Festa Junina, ou mesmo para aquecer as noites frias dos moradores de rua que às vezes recebem uma camiseta usada para se aquecer, antes que esta vire pano-de-chão.

.

3 comentários:

Gustavo do Carmo disse...

A minha, depois de pijama, ainda vira pano de chão.rsrs

Ed Santos disse...

A minha também!!!

Anônimo disse...

As minhas camisetas que estão muito velhas e gastas também viram pano de chão. Porém as camisetas que compro (por impulso feminino de ter novidades) e acabo usando pouco,faço doação para igrejas ou meninas de rua para que usem.
Juanita Alvarez-Leitora do Blog

Arquivo do blog