quinta-feira, 2 de outubro de 2008

4º Centenário do Descobrimento do Caminho Marítimo para a Índia


Foi-nos ensinado na Primária, pelo menos aos mais antigos, que quem descobriu o caminho marítimo para a Índia, foi Vasco da Gama.Reinava D. Manuel, quando as naus S. Gabriel, Bérrio e S. Miguel, sob o comando de Vasco da Gama, partiram do Tejo rumo àquele país das especiarias. A viagem foi tormentosa, lutando os Portugueses contra a Natureza. Seguiram toda a costa Africana que já era conhecida, até ao Cabo da Boa Esperança. Chegaram a Melinde a 15 de Abril, tendo sido muito bem recebidos pelo Xeque que lhes deu um piloto que conduziu a armada até Calcutá onde chegaram a 24 de Maio.Estava assim descoberto o caminho marítimo para a Índia depois de uma viagem de dez meses e meio.Aí chegados, os Portugueses que traziam consigo armas e outras mercadorias, estabeleceram trocas comerciais com este povo. Vieram da Índia as especiarias que ainda hoje utilizamos na nossa alimentação.Esta série, composta de oito selos, foi desenhada por Roque Gameiro, Manuel Pedro de Faria Luna, Silvestre Correia Belém, João Vaz, José Júlio Gonçalves Coelho e João Ribeiro Cristino da Silva. Circulou de 1 de Abril a 30 de Junho de 1898, em papel pontinhado leve, em losangos e denteado 13 ½ a 16 de linha.Aqui representado, está o selo de 5 reis que faz parte da minha colecção e que ilustra a partida das naus do Tejo a caminho da Índia.

Um comentário:

MiguelAngel disse...

O Tejo desce de Espanha
E o Tejo entra no mar em Potugal.
(...)
Pelo Tejo vai-se para o Mundo.
Para além do Tejo há a América
...
F. Pessoa
E cá estamos a olhar o mar
por onde veio navegando o idioma
e nossos amigos além-mar.
Abçs...
deste lado que é o outro,
sendo o mesmo

Arquivo do blog