quarta-feira, 6 de agosto de 2008

MEMÓRIA ENTRE 15 E 30 LINHAS - DUCAL

Por Gustavo do Carmo





Em 1950, aos trinta anos de idade, o empresário José Vasconcelos de Carvalho pôs em prática o que aprendeu nos cursos de especialização em administração que fez nos Estados Unidos e na rede de lojas A Exposição, de seu pai Lauro de Souza Carvalho, e abriu, junto com dois primos - os irmãos José Cândido e José Luiz Moreira de Souza - uma confecção de roupas e uma loja na Praça Tiradentes, no centro do Rio de Janeiro.

Assim nasceu a Ducal, que remetia ao nobre título de duque. Mas o significado mais popular surgiu graças à promoção que se tornou a sua marca registrada: quem comprava um terno completo, ganhava uma segunda calça. Assim, o cliente ficava com DUas CALças. A Ducal também inovou ao vender a crédito e financiar a compra em até 24 vezes. O investimento fez sucesso e a Cia Brasileira de Roupas, sua razão social, cresceu. A pequena loja da Praça Tiradentes se transformou em uma grande rede que se espalhou pela cidade do Rio, por São Paulo e Minas Gerais. A Ducal tornou referência em moda masculina dos anos 50 à metade dos 70. Patrocinou programas esportivos e teve Pelé e Emerson Fittipaldi como garotos-propaganda.

Mesmo ainda no auge, a inflação começou a trazer grandes prejuízos, por causa do seu crediário em parcelas fixas e sem correção monetária. Foi necessário que a Ducal se unisse à igualmente famosa rede mineira de eletrodomésticos Bemoreira em 1966 para sobreviver.

A parceria chegou a fazer sucesso, mas a inflação continuava prejudicando o sistema de crédito, sem falar na mudança no comportamento de compra e moda do público. Conseqüentemente, a Bemoreira-Ducal entrou em decadência. À medida que o grupo saía da mídia, as lojas começavam a ser fechadas, uma a uma. A última, localizada no município de Duque de Caxias, no Estado do Rio de Janeiro, foi desativada em 1986.

Fonte: Reportagem Ducal - Agosto de 1965, cópia de um informativo institucional gentilmente cedida por Paulo Afonso de Carvalho, irmão de José Vasconcelos, quando o entrevistei para pesquisar para fazer a minha monografia de publicidade. Meus agradecimentos e cumprimentos a ele.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog