quarta-feira, 13 de agosto de 2008

RESENHA DA QUINZENA - ACERVO DE MALDIZER


Filosofia em primeiro lugar
Por Gustavo do Carmo


Wanderley Guilherme dos Santos é bacharel em Filosofia e PhD em Ciência Política pela Stanford University, nos Estados Unidos. Tornou-se um dos mais renomados ensaístas do cenário acadêmico brasileiro ao publicar os livros Décadas de espanto e uma apologia democrática, O paradoxo de Rousseau e Razões da desordem. Seu best-seller foi Horizonte do desejo. Também colabora com o jornal Valor Econômico.

Este ano, cansado das limitações de linguagem dos ensaios acadêmicos, Wanderley decidiu estrear na ficção com o romance Acervo de Maldizer. Com uma leve inspiração autobiográfica o autor filosofou sobre um homem que no seu aniversário percebe a sua velhice, com seu corpo começando a decrepitar, e começa a despejar todas as suas mágoas contra todos que o humilharam durante a sua vida como as carolas que o obrigavam a se vestir de santo na infância, a gangue da rua, os amores adolescentes não correspondidos e o adultério da mãe, por quem o protagonista sentia um desejo sexual.

Com um vocabulário rico e sofisticado além da narrativa encaminhada para a prosa poética, o autor colocou, em seis capítulos e em primeira pessoa, a filosofia em primeiro lugar. Por isso, a leitura por vezes se torna chata e cansativa e a compreensão da história se perde em alguns momentos. A descrição de algumas fantasias incestuosas com a mãe chega a ser exagerada de tão íntima, para não dizer vulgar.

A minha avaliação seria ainda mais rigorosa se eu não tivesse feito uma revisão na leitura. Somente na releitura deu para compreender algumas passagens da história. Portanto, Acervo de Maldizer é um romance que merece ser lido duas vezes para ser melhor entendido.

SOBRE O LIVRO

Acervo de Maldizer
Wanderley Guilherme dos Santos
Editora Rocco
2008
Formato (a x l): 21x14 cm
128 páginas
Preço sugerido: R$ 19,00

Nenhum comentário:

Arquivo do blog