quinta-feira, 26 de junho de 2008

SAUDADE ENTRE 15 E 30 LINHAS - FERNANDO PESSOA



Grande vulto da Literatura Portuguesa do século XX, Fernando Pessoa nasceu em Lisboa a 13 de Junho de 1888.
Passou a sua juventude em Lisboa, tendo após a morte de seu pai, rumado para a África do Sul, onde bebeu a cultura daquele país que teve influência decisiva ao nível cultural e intelectual, pondo-o em contacto com os grandes autores de língua inglesa.
Regressa a Portugal com 17 anos, para continuar os seus estudos. Não é grande estudante, tendo desistido do seu curso. Como dominava bem a língua Inglesa, trabalha com empresas comerciais.
Ficou sobretudo conhecido como grande prosador do modernismo (ou futurismo) em Portugal. Expressando-se tanto com o seu próprio nome, como através dos seus heterónimos. Entre estes ficaram famosos três: Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis. Sendo que as suas participações literárias se espalhavam por inúmeras publicações, das quais se destacam: Athena, Presença, Orpheu, Centauro, Portugal Futurista, Contemporânea, Exílio, A Águia, Gládio. Estas colaborações eram tanto em prosa como em verso.
O seu percurso intelectual dificilmente se descreve em poucas linhas.
Fernando Pessoa morre a 30 de Novembro de 1935 . Em 1988, por ocasião do centenário do seu nascimento, os seus restos mortais foram transladados para o Mosteiro dos Jerónimos em Belém. Em vida apenas publicou um livro em Português: o poema épico Mensagem, deixando um vasto espólio que ainda hoje não foi completamente analisado e publicado.



Nenhum comentário:

Arquivo do blog