sexta-feira, 6 de junho de 2008

ENTREVISTA - ANGELA SCHNOOR


Por Dudu Oliva

1) O que são os minicontos?
Se o Conto é definido como uma narrativa breve e concisa, contendo apenas uma ação, geralmente limitada a um ambiente e com um número restrito de personagens, seria simples pensar que um miniconto seria apenas um conto pequenino. No entanto, ao contrário, o microconto não é nada fácil pois pede que o autor saiba narrar um episódio em sua totalidade, de forma concisa. Há que existir, como na vida, cenário, significado, personagens, mas, sobretudo, independência e unicidade, e ainda um espaço aberto... o miniconto tem futuro ! rss!O subtexto, espaço para a imaginação do leitor, é o que mais me encanta neste tipo de literatura, pois a brevidade em si não é um valor, mas a possibilidade de deixar espaço para a imaginação do leitor. O miniconto não é um circuito fechado, ele está aberto para a percepção única de cada um que o lê.

2) Como este estilo se adequa ao mundo de hoje?
A escrita breve, sucinta não é coisa nova e vamos falar, também sobre isto neste evento mas, nos dias de hoje a concisão é o elemento mais desejado da comunicação. Tudo pede para ser rápido eficaz e ocupar pouco espaço. Pessoalmente, acho que a humanidade tende a se comunicar de forma cada vez menos verbal. A melodia e a imagem parecem ser mais universais e reduzem ainda mais as fronteiras. Então, a comunicação verbal ficaria muito pobre se não a exercitarmos de forma rápida, curta mas, de preferência, mantendo a graça e a beleza, sem a frieza das formas técnicas.

3) Por que resolveu promover este evento no Espaço Sesc?

Comecei a perceber que em algumas cidades do mundo, como Lisboa, Barcelona, Buenos Aires e, em alguns estados brasileiros, como São Paulo e Rio Grande do Sul, o movimento para criar, estudar e pensar os minicontos tem possibilitado grupos de estudo, encontros e publicações. No Rio de Janeiro isto ainda é muito incipiente e, como me ressinto com o fato da cidade ter abandonado seu destino cultural, tive esperança de acordar o carioca para este processo criativo. O Espaço Sesc é um lugar único no Rio e nos deu todo o apoio para realizar este desejo.

4) Há critérios para escrever um miniconto?
Como o ser humano tem a tendência para "normatizar e classificar" tudo, muitos já teorizam a respeito e tentam enquadrar os minis em várias categorias segundo numero de palavras e de toques. Quando comecei a escrever desta forma, creio que no ano 2000, havia um site chamado Falaê. Ali, havia um desafio chamado 300 toques onde os contos deviam ser escritos com este tamanho, incluindo os espaços. Acho que se pode escrever microcontos, minis e até nanocontos desde 50 letras até 600 caracteres mas, se não houver uma história criativa com muitas possibilidades em aberto, não se desperta, no leitor, esta coisa mágica que é a parceria dele com as possibilidades impensadas até pelo próprio autor.

5) Dois escritores gaúchos irão conversar no Espaço Sesc em Copacabana sobre os minicontos, conte um pouco sobre eles.
Escolhi chamar escritores gaúchos porque Porto Alegre é o lugar onde os minicontos mais e melhor se desenvolveram até então. Laís Chaffe e Marcelo Spalding são dois escritores do grupo Casa Verde, que trabalham em prol da boa literatura. Laís Chaffe está à frente da editora de mesmo nome, que tem publicado livros de minicontos, da coleção Lilliput.Marcelo Spalding acabou de defender sua tese de mestrado sobre minicontos e também é responsável pelo site Veredas, onde irá publicar os contos escritos pelos participantes da oficina do dia 14 de junho dentro deste evento do Espaço Sesc. http://www.casaverde.art.br/
http://www.artistasgauchos.com.br/veredas/
Além destes escritores empolgados com os minicontos, vou abrir o evento no dia 12 como enamorada que sou por estas histórias tanto desafiadoras quanto divertidas e ainda conto com a participação do Roberto Oliveira, enciclopédico pesquisador, que vai nos dar um apanhado dos textos curtos na literatura ao longo do tempo. Espero que este evento seja muito construtivo, criativo e, acima de tudo, bastante divertido.
***
Angela Schnoor, idealizadora do projeto Minicontos e muito menos, no Espaço SESC - Rio de Janeiro. http://idealiapolaris.blogspot.com/
***
Fiz uma outra entrevista com o jornalista e advogado Mhário Lincoln:

Um comentário:

lucisilveira2000 disse...

Muito interessantes estes minicontos. (E a paixão da entrevistada por eles). Pena que o evento é no SESC de Copacabana e não no da Tijuca.

Arquivo do blog